Lisboa é o melhor aeroporto da Europa para o ACI Europe

Por a 18 de Novembro de 2020 as 14:30
Aeroporto de Lisboa

O Aeroporto de Lisboa foi distinguido como “Best European Airport 2020” pelo ACI Europe, a organização internacional que anualmente distingue os melhores aeroportos do mundo e que distinguiu a infraestrutura portuguesa na categoria de aeroportos que operam entre 25 e 40 milhões de passageiros.

De acordo com um comunicado da ANA-Aeroportos, a distinção foi atribuída a Lisboa pela “responsabilidade e compromisso do Aeroporto Humberto Delgado face à pandemia COVID-19”, que implementou, à semelhança dos restantes aeroportos nacionais, “medidas de proteção desde o início desta crise (dezembro 2019), em estreita colaboração com as autoridades de saúde”.

No comunicado enviado à imprensa, a ANA sublinha que o aeroporto tem vindo a adaptar, “sempre que necessário os seus espaços às medidas de mitigação do contágio necessárias” e que, além das recomendações de distanciamento físico – através de sinalética e adequação dos espaços -, de reforço da limpeza e desinfeção com utilização dos procedimentos mais inovadores, medição de temperatura a todos os passageiros que chegam, foram também “ajustados os fluxos de passageiros de forma a prevenir concentrações e implementada uma forte campanha de comunicação/informação aos passageiros”.

A ANA destaca ainda a plataforma digital U-monitor, que acompanha as medidas e regista o feedback dos passageiros, com resposta em tempo real, através de QR-code, assim como a implementação de soluções contactless e a utilização de equipamento de desinfeção com avançada tecnologia UV para grandes áreas e equipamentos como balcões, carros de bagagem, tabuleiros raio-x, entre outros.

A empresa que gere os aeroportos nacionais procedeu também à contratação e instalação de um laboratório de testes PCR para passageiros oriundos de determinados países e apoiou a logística para implementação do PLC (passenger locator card) e, em junho, recebeu a distinção do selo CLEAN & SAFE do Turismo de Portugal, à qual se juntou, em setembro, a certificação da Bureau Veritas que resulta de um processo de auditoria.

“A resposta ágil e eficiente na implementação das medidas sanitárias demonstra a capacidade de adaptação das equipas, o que permitiu manter os aeroportos nacionais totalmente operacionais ao longo destes meses”, sublinha a ANA – Aeroportos, garantindo que continua “totalmente empenhada” em contribuir para o esforço nacional de mitigação dos riscos de transmissão da COVID-19.

“Estamos muito honrados com a parceria que tem sido seguida com as autoridades portuguesas desde 2013. A VINCI Airports pretende continuar a desenvolver o Aeroporto de Lisboa como uma porta de entrada eficiente, sustentável e inovadora, que irá contribuir para a recuperação económica e do setor do turismo em Portugal”, congratula-se Nicolas Notebaert, CEO da VINCI Airports.

 

 

Um comentário

  1. Miguel H

    20 de Novembro de 2020 at 11:47

    Para voos que chegam em Lisboa.
    O teste será exigido no embarque da origem? Por exemplo, Londres.
    Os teste sao obrigatorios pra embarque para Lisboa de destinos da UE, e de Londres?
    Mesmo se for um Stopover da TAP?

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *