Operadores alemães lançam petição para alterar lei das viagens organizadas

Por a 18 de Setembro de 2020 as 11:14

O operador alemão Genuss Touren, juntamente com outros dois operadores turísticos, iniciou uma petição online para exigir a alteração da lei das viagens organizadas.

Os autores da petição, Daniela Köster, Jasmin Hornung e Stefanie Köpf, explicam que “a indústria mundial do turismo encontra-se em uma situação que ameaça sua existência devido ao COVID – 19 e às restrições de viagens impostas pelos países. A situação é reforçada pela diretriz 2015/2302 (2011/83/EU) que aplica normas de procedimento para a venda de viagens organizadas”.

A petição pretende exigir “que os clientes paguem por uma parte das taxas de cancelamento em caso de uma viagem ser cancelada devido às circunstâncias extraordinárias e inevitáveis”, uma vez que “antes da viagem acontecer a operadora de viagens presta serviços ao cliente: prestação de consulta, preparação de oferta, reservas e bloqueios (voo, hotel, passeios turísticos e excursões, guias, transfers, etc.). Além disso, as operadoras de turismo de pequena e média dimensão, em particular, efetuam pré-pagamentos aos provedores, agindo como credor para os seus clientes”.

Traduzida para várias línguas, inclusive para português, “a petição pretende obter o maior número de apoiantes de toda a Europa”

Lançada no passado dia 8 de setembro, a petição já conta com mais de 2600 assinaturas.

 

Um comentário

  1. Siddu

    19 de Setembro de 2020 at 7:32

    Il faut sauver le tourisme et nos emplois
    Ouvrir les frontières

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *