OMT confiante na recuperação do Turismo no 4º trimestre deste ano

Por a 16 de Setembro de 2020 as 16:13

A Organização Mundial do Turismo das Nações Unidas (UNWTO) está confiante que a recuperação do setor terá início no último trimestre deste ano, e mais fortemente em 2021.

Esta recuperação ocorrerá depois da pior crise da história ter colocado em risco entre 100 e 120 milhões de empregos do setor do turismo em todo o mundo, realçou a OMT esta terça-feira no 112.º Conselho Executivo da UNWTO, que acontece na capital da Geórgia. Esta é a primeira reunião presencial realizada pela organização desde o surto da pandemia e tem como objetivo “enviar uma mensagem de confiança para recuperar o turismo, cujas perdas são oito vezes maiores do que as da crise de 2008”.

O secretário-geral da organização, o georgiano Zurab Pololikashvili, recordou durante o seu discurso na reunião os números devastadores do setor: os cenários apontam para quedas entre 58% e 78% nas chegadas turísticas internacionais em 2020, um nível que revela a incerteza que o mundo está a viver, e que depende da duração das restrições de viagem e de quando as fronteiras serão reabertas.

Como resultado, entre 850 milhões e 1,1 mil milhões de pessoas deixarão de fazer viagens internacionais, provocando perdas entre 910 mil milhões e 1,2 biliões de dólares em receitas de exportação do turismo.

A OMT, noticia a Lusa, considera, no entanto, que o setor “não voltará aos níveis de crescimento pré-pandemia durante mais três a quatro anos”.

Os peritos da UNWTO apontam para o início da recuperação da procura turística internacional no quarto trimestre de 2020 e especialmente em 2021, com a procura interna inicialmente mais dinâmica do que as viagens internacionais e o lazer do que as viagens de negócios.

Apesar dos números, Pololikashvili disse que, apesar de o setor ter sofrido uma “facada”, que é a crise mais grave da história, é possível avançar “com determinação e cooperação”, pelo que instou a unir esforços entre instituições e países. A pandemia vai passar, disse o secretário-geral, mas temos todos de trabalhar em conjunto para dar forma a um setor sustentável e inovador. O turismo continuará a ser “uma coisa valiosa e necessária”.

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, enviou uma mensagem ao conselho salientando o papel fundamental do turismo na proteção do planeta e sublinhando que este é hoje mais resistente e sustentável.

Um comentário

  1. Paula Coelho

    17 de Setembro de 2020 at 11:29

    Para ajudar o sector do Turismo,deve se começar por acabar de vez com os corredores aereos e as listas negras que nem sempre representam a realidade dos estados e são mais um aproveitamento economico. Devem sim fazer rastreios e controle nos aeroportos algo que alguns paises inclusive Europa ainda não fazem.
    Duma forma subtil, “proibir” a popuklaçãod e viajar, quer em trabalho quer em lazer é bloquear a mobilidade e contribuir para o afundar ainda mais o sector principalmente nos paises que tanto dele precisam.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *