Ocupação no Algarve regista quebra de 60% em julho

Por a 5 de Agosto de 2020 as 13:07

Em julho de 2020, a taxa de ocupação nas unidades de alojamento do Algarve foi de 33,2%, o equivalente a uma quebra de 60,2% no valor registado em 2019.

De acordo com os dados da Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA) divulgados esta quarta-feira, dia 5, o mercado britânico foi o que mais contribuiu para a descida verificada (-91,1%), seguido pelo irlandês (‑91,9%), alemão (-58,9%) e pelo holandês (-67,3%).

O mercado nacional foi o que apresentou a menor descida (-8,3%), tendo representado 61,1% do total das dormidas.

“Cerca de 22% das camas classificadas permaneceram encerradas, pelo que a percentagem de empreendimentos que ainda não reabriram é bastante superior”, refere a associação.

Já quanto ao volume de vendas, este apresentou uma descida face ao mesmo mês do ano anterior de 66%.

Desde o início do ano, a ocupação regista uma descida média de -62,9% desde e o volume de vendas uma descida de -61,8%.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *