OMT e Sommet Education premeiam projetos disruptivos na hotelaria

Por a 30 de Junho de 2020 as 13:01

A Organização Mundial do Turismo (OMT) e o Grupo Sommet Education estabeleceram uma parceria para a realização de um desafio inovador na área da Hotelaria. A iniciativa vai conceder 30 bolsas de estudo para programas de formação a nível global e apoio a quem quer ascender na carreira, assim como quem quer mudar o rumo do seu percurso profissional, empreendedores e inovadores que queiram desenvolver projetos com o objetivo final de ajudar a impulsionar a recuperação do setor do turismo.

A competição lançada por estas instituições visa identificar novas ideias, abordagens e rostos capazes de acelerar a recuperação, ao mesmo tempo que promove a inclusão e a sustentabilidade no setor para reinventar a hotelaria do futuro.
Ao Publituris, Carlos Díez de la Lastra, director general de Les Roches Marbella, explica que “estamos a passar por mudanças importantes na procura pelo profissional do hotel em todos os níveis. Do ponto de vista logístico, muitos profissionais tiveram de adaptar as suas funções ao que este estado de crise exige, tanto ao nível de serviço, como a execução de tarefas devido ao COVID-19.Nas funções de direção, nas quais a Les Roches é especialista, também verificámos como as empresas estão com graus de flexibilidade e capacidade de gestão e incerteza a níveis nunca antes vistos. Isto obrigou-nos a incorporar programas de gestão de crise avançados na nossa formação, incluindo apoiar como no caso do nosso projeto com a OMT o desenvolvimento de competências empreendedoras que passam a ser críticas em alturas tão voláteis”.

Os critérios de seleção incluem o grau de disrupção, maturidade do projeto e potencial de implementação, bem como viabilidade, escala, nível de digitalização, sustentabilidade e poder para atrair o interesse de investidores. A competição tem foco em quatro categorias diferentes:  Viagens de luxo, bens e serviços;  Hotéis e serviços relacionados: pequenos a médios empreendimentos, empresas familiares;  Alimentação e Bebidas: restaurantes, catering, serviços de entrega e retalho; e Imóveis Inteligentes: pequenas a médias propriedades e empresas familiares.

O responsável da Les Roches Marbella perspetiva receber projetos “inovadores, aplicáveis, sustentáveis, em muitos casos tecnológicos e, se fosse possível, também socialmente comprometidos com a melhoria do setor da hospitalidade depois da crise”.

Por sua vez, Zurab Pololikashvili, Secretário-Geral da Organização Mundial do Turismo afirma que “o setor turístico é uma fonte de emprego para muitos milhões. Os empregos no turismo proporcionam oportunidade, empoderamento e igualdade, inclusive para as mulheres, os jovens e pessoas que vivem em comunidades rurais. Este momento de reabertura é o momento certo para repensar a hotelaria e identificar e implementar novas ideias para tornar o setor mais inclusivo e sustentável. Esta competição da OMT fará exatamente isso.”

“Entre os 30 projetos vencedores e com direito a bolsas de estudo para desenvolver todo o seu potencial na Les Roches Global Hospitality Education, Glion Institute of Higher Educacion e École Ducasse, selecionaremos os três com maior potencial para desenvolvimento de negócios para receber apoio financeiro da Eurazeo, um dos fundos de investimento europeus mais importantes e que podem fazer o projeto com impacto o mais rápido possível e da maneira mais significativa no futuro do setor de hospitalidade internacional”, complementa Carlos Díez de la Lastra.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *