Parques temáticos e Zoos reabrem com novas regras

Por a 24 de Junho de 2020 as 13:23

Aos poucos a atividade turística vai retomando, depois de dois meses em que a maioria da oferta turística esteve encerrada. Parques temáticos, de diversão e zoos não foram alheios ao fecho das atividades por força do controlo da pandemia. Os que estão abertos o ano todo viram-se forçados a encerrar durante os últimos meses, para os outros a época de verão significa, em anos normais, a reabertura de portas. Em todo o caso, a reabertura em 2020 significa novas regras de funcionamento e a adaptação a uma nova realidade. De norte a sul do país, damos a conhecer as novas regras de funcionamento dos parques temáticos, de diversão e zoos.

Naturewaterpark, Vila Real
O Naturwaterpark – Parque de Diversões do Douro abriu portas no verão de 2011 e está situado na Quinta do Barroco, Póvoa/Andrães, às portas da cidade de Vila Real. É o primeiro parque do país que inclui parque de campismo, parque aquático para adultos e crianças, mini-golfe, campo de ténis, campo de Jogos, parque aventura, restaurante, bar, salão de jogos, minimercado e lavandaria.
Caso tenha autorização da Direção Geral de Saúde, o parque pode abrir já no próximo dia 26 de junho, com novas regras de acesso, tais como um número limitado de visitantes. No entanto, isso não será um problema. “Numa área com mais de 10 hectares onde a maioria dos espaços são amplos e ao ar livre, significa que há́ espaço suficiente para visitantes e colaboradores manterem a distância mínima obrigatória”, refere fonte do parque. Além da redução da capacidade de lotação, vai ser obrigatório usar máscara para aceder aos locais de uso comum fechados, entre os quais bares/restaurantes/balneários e na fila de acesso ao parque aquático e compra de bilhete. Mas não só, os clientes têm que manter a distância social de metros e será obrigatório manter a distância de três metros entre os guardas-sois e os períodos de limpeza e desinfeção serão aumentados. Uma das medidas mais relevantes é o novo sistema de pagamento com pulseira em todo o parque o que evita que os clientes usem dinheiro ou cartões para fazer pagamentos. Por fim, é também recomendado aos utilizadores o uso de óculos de natação dentro da água e área circundante, de modo a evitar tocar com as mãos nos olhos.
O parque está confiante quanto à procura este verão, tendo em conta que o “Naturwaterpark tem parque de campismo e bungalows que permitem às famílias usufruir de uns dias de férias em contato com a natureza e ao ar livre, mantendo a distância social”

World of Discoveries, Porto

Situado na zona ribeirinha do Porto, o Museu Interativo e Parque Temático World of Discoveries tem data prevista de abertura para o início de julho. Ainda que o espaço já garantisse todas as medidas de limpeza e desinfecção obrigatórias, no presente contexto, foram reforçados os períodos de higienização assim como a utilização obrigatória de equipamentos de proteção individual de todos os colaboradores. De acordo com o museu, “o selo “Clean & Safe” demonstra igualmente a preocupação do reforço de segurança quer ao nível da formação quer ao nível da concretização de diversas medidas indispensáveis de proteção dos colaboradores e clientes. Acrescenta-se ainda que todos os espaços tem sinalização adequada às distâncias de segurança e que a reserva é apenas obrigatória para Grupos com visita guiada”.
Sendo parceiro oficial da Estrutura de Missão para as Comemorações do V Centenário da Circum-Navegação, o World of Discoveries iniciou no ano passado uma programação dedicada ao primeiro momento que corporizou a globalização. Quando reabrir, o museu vai manter esta aposta e, por isso, as visitas guiadas, terão um novo conteúdo que se estenderá até 2022.
Durante o período em que esteve encerrado, o museu continuou a ser procurado, através de contactos telefónicos, e-mails e redes sociais, o que é um bom indicador para esta retoma. “Estamos otimistas quanto aos visitantes que iremos receber ainda no período do Verão, com especial destaque para os portugueses e espanhóis”, afirma fonte do museu interativo.

Zoo Santo Inácio, Gaia

Zoo Santo Inácio

Ainda a Norte, o Zoo Santo Inácio, em Gaia, abriu no passado dia 7 de maio, com a implementação de várias medidas de segurança sanitária. O zoo recomenda o uso de máscara nos percursos, sendo obrigatório apenas nos espaços fechados, com indicação nos respetivos espaços. “Recomendamos o distanciamento social de pelo menos dois metros e disponibilizamos por todo o parque gel desinfetante que pode ser usado por todos os nossos visitantes”, refere o zoo. O serviço de festas de aniversário e campos de férias permanece encerrado, quanto ao limite de pessoas, e apesar de já existir um número definido anteriormente, a equipa do Zoo acredita que muito dificilmente será atingido nesta altura. “Por esse motivo acreditamos que não faça sentido impor essa regra. Para visitar basta aparecer no dia e comprar o bilhete na bilheteira do Zoo, não sendo necessária qualquer marcação prévia”, refere fonte do zoo. O Zoo Santo Inácio está otimista quanto às visitas do mercado nacional. “Os números não se poderão comparar aos do ano anterior mas, ainda assim, dentro do cenário atual, acreditamos que vá ser positivo”.

Portugal dos Pequeninos, Coimbra

Encerrado desde 14 de março, o Portugal dos Pequenitos, em Coimbra, reabriu no dia 1 de junho, mês em que assinala também o seu 80º aniversário.
O parque lúdico pedagógico destinado essencialmente às crianças estabeleceu medidas de segurança, seguindo as normas da Direção Geral da Saúde. Entre as medidas estão o acesso de forma faseada, a fixação da lotação máxima e sistema de gestão de entradas; promoção do distanciamento social e limpeza frequente dos espaços. Os visitantes devem respeitar a sinalética e o circuito de visita e utilizar máscara, a partir dos 10 anos.
Durante o mês de junho as crianças dos 3 aos 13 anos entram gratuitamente desde que acompanhadas por um adulto pagante. Os visitantes podem adquirir, antecipadamente, os bilhetes, através da Ticketline Portugal, para evitar tempos de espera na fila. Os bilhetes são válidos durante 12 meses após a data de compra. É também disponibilizado, de forma gratuita, um voucher para desbloquear a App do Parque. “O Portugal dos Pequenitos é um espaço amplo e ao ar livre e dadas as suas características será certamente bastante procurado durante este verão”, refere fonte do parque.

Jardim Zoológico, Lisboa

O Jardim Zoológico reabriu no passado dia 8 de maio, após ter estado quase dois meses fechado. Com a reabertura, foi criado um plano de contingência pelo Jardim Zoológico, tendo em conta as regras estipuladas pela DGS e pelo governo. Foram reforçadas também as medidas de desinfeção e de limpeza, colocados pontos de desinfeção para todos os visitantes e sinalética em concordância com todas as restrições impostas pela pandemia provocada pelo Covid-19, nomeadamente a recomendação de uso de máscara e também a manutenção do distanciamento social. Não é necessário a pré-reserva, no entanto, o zoo tem disponível uma plataforma online de compra de bilhetes para todos os que prefiram efetuar a compra de bilhetes antecipadamente.
Durante o período em que o Jardim Zoológico esteve fechado, foram desenvolvidos conteúdos online. É o caso do centro pedagógico “Encontros com o biólogo” que permitiu entrar nas casas dos portugueses com diversos temas como a destruição de habitat, comércio ilegal, o clima ou as invasoras. Foi também desenvolvido o programa “Zoo em casa”, com sessões online para escolas e recursos educativos no site do zoo abrangendo diversas áreas de conhecimento relacionadas com a biodiversidade e a conservação da natureza e alinhadas com a Estratégia Nacional de Educação para a Cidadania e com o Referencial de Educação Ambiental para a Sustentabilidade. “Com as atividades online que temos desenvolvido e que são diferentes de semana para semana, pretendemos entrar nas casas dos portugueses e oferecer aquela que é “a nossa natureza””, refere fonte do zoo.
Por ser um espaço com uma “oferta única e diferente a nível da educação, conservação e preservação da vida animal, amplo e ao ar livre”, o zoo está confiante que vai cativar os visitantes. “Gostaríamos de voltar a contar com a visita dos nossos visitantes para recriarem novas memórias, sabendo que além da garantia de um dia bem passado, vão ter um papel fundamental na contribuição de um enorme projeto de conservação de espécies em perigo, porque o Jardim Zoológico é de todos os portugueses”.

Krazy World, Algarve

O zoo interativo e parque de animação em Algoz, no Algarve, reabriu no passado dia 9 de maio. As principais medidas são a limitação de entradas que foi reduzida para 40% da lotação do parque e implementadas todas as recomendações da Direção Geral de Saúde e implementados os requisitos do Selo “Clean & Safe”. Uma novidades este ano do Krazy World é a “Crocodile Experience”, que consiste na experiência de alimentar o crocodilo com a ajuda de um monitor do parque.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *