Associação de Turismo dos Açores prepara incentivo para agências de viagens e operadores

Por a 1 de Junho de 2020 as 13:28

A Associação de Turismo dos Açores (ATA) delineou um plano estratégico para preparar o destino para receber turistas após estes dois meses e meio encerrado devido à pandemia da COVID-19.
Carlos Morais, presidente da ATA, na web conferência “Açores: Preparar o Futuro”, uma iniciativa organizada pelo Publituris com o apoio do Governo Regional dos Açores, avançou que este plano está dividido em três fases. “O plano estratégico que ficou finalizado nos primeiros dias de maio tem a ver no sentido de muito aquilo que as outras regiões e os outros países estão a desenvolver”.
A primeira fase tem como foco o mercado regional e vai ser comunicada a partir de 15 de junho. Segundo o responsável, além dos açorianos, esta fase abrange também o mercado madeirense, potenciado pela reabertura em breve das ligações aéreas entre os destinos pela companhia aérea SATA.
Numa segunda fase, a ATA vai retomar a promoção junto do mercado nacional, algo que o responsável aponta que acontecerá no final do mês de junho, altura em que vão estar prontas campanhas específicas.
Contudo, Carlos Morais avança que nos próximos quinze dias de junho vai ser lançado um apoio específico para agências de viagens e operadores turísticos regionais e nacionais: “Iremos desenvolver um apoio aos próprios operadores quer regionais que nacionais e que nos próximos 15 dias, que esse apoio quer às agências de viagens regionais, quer às agências de viagens e operadores nacionais estará pronto”.

Já a terceira fase, que o presidente da ATA prevê que aconteça nos meses de agosto e setembro, é chegada a vez de comunicar para os mercados internacionais. Contudo, o responsável adverte que estes prazos vão ser revistos tendo em conta as situações que se vivem em determinados mercados emissores internacionais.

“Concordo que o mês de junho será o mês teste em termos de mercado. No futuro, agosto termos alguma retoma, mas sabemos que é um ano perdido, mas temos que se calhar posicionarmos noutra vertente, que será conseguirmos ter mais algum turismo de inverno”, realça Carlos Morais, salientando a necessidade de se apostar noutras campanhas e mercados mais ávidos a viajar nesta altura do ano. O responsável acredita que “quando houver alguma liberdade para viajar, [os turistas] vão querer fazê-lo o mais rápido possível, sempre numa questão de segurança e de confiança. E aí os Açores estão perfeitamente posicionados nesta matéria. Não nos podemos esquecer que temos inúmeras atividades outdoor que são experiências exclusivas. Penso que é por aí que os turistas irão tentar procurar”.

Quanto à urgência no lançamento de campanhas para promover este posicionamento dos Açores e o papel que teve no controlo da pandemia na região, o presidente da ATA recorda que a associação,  “embora seja uma entidade neste momento quase privada, é subsidiada por fundos comunitários e para desenvolver qualquer campanha como sabemos não custa meia dúzia de custos, têm de ser lançados concursos nesse sentido”. Assim, complementa, “os concursos levam algum tempo”. “Foi nesse sentido que estivemos a preparar e continuamos a preparar para poder lançar, mas na altura certa irá estar preparado toda uma dinâmica de uma campanha que em consonância com a secretaria de turismo e que muito brevemente estará pronta para ir para o ar”, conclui.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *