Medidas de apoio ao turismo | Nuno Constantino

Por a 28 de Maio de 2020 as 14:44

Nuno Constantino, CEO Hostels HUB

Numa indústria como a hotelaria, com capitais intensivos, esta pandemia levou a que empresários e empresas tivessem aumentado de forma significativa o seu endividamento sem qualquer retorno que não seja a sobrevivência das suas empresas e a manutenção de empregos.

Assim, e considerando a natureza deste investimento, não gerador de qualquer mais valia, mas que pode condicionar nos próximos anos a saúde financeira das empresas, defendemos que o Governo deve permitir que as empresas apresentem, durante o período de 5 anos, uma percentagem dos empréstimos obtidos (e não apenas os juros) como custos, na contabilidade das empresas. A nossa sugestão é que este “investimento” possa ser assumido como custo, para efeitos fiscais entre os anos de 2021 a 2025 (20% em cada ano), reduzindo assim a massa tributável e aumentando a saúde financeira das empresas, que sairá desta crise muito abalada, e que urge recuperar.

Nota de editor: O Publituris vai publicar, ao longo dos próximos dias, uma lista de medidas de apoio ao turismo, com base na opinião e visão de 28 personalidades que trabalham neste setor em diversas áreas direta ou indiretamente.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *