Dubai anuncia injeção de capital na Emirates

Por a 31 de Março de 2020 as 15:11

O Dubai vai injetar capital na companhia aérea Emirates para ajudar a maior companhia aérea do Médio Oriente a enfrentar a crise provocada pela pandemia de COVID-19, avança a Lusa, que cita uma publicação no Twitter do príncipe herdeiro do emirado, Hamdane ben Mohammed ben Rached Al-Maktoum.

“O Governo do Dubai compromete-se a apoiar em pleno a Emirates neste momento crítico e vai injetar capitais na companhia”, declarou o príncipe herdeiro do Dubai, sublinhando que a Emirates tornou o emirado numa “placa giratória mundial do transporte aéreo e tem grande valor estratégico, sendo um dos principais pilares da economia do Dubai e dos Emirados Árabes Unidos”.

Hamdane ben Mohammed ben Rached Al-Maktoum não adiantou mais pormenores sobre como se vai processar a ajuda à companhia aérea, que decretou já cortes de 25 a 50% nos salários base da maior parte dos seus 100 mil funcionários, como forma de evitar despedimentos.

A Emirates conta com uma frota de 271 de aviões, é a maior companhia aérea do Médio Oriente e a maior operadora de aviões A380, o maior avião comercial do mundo, detendo 118 destes aparelhos.

Na semana passada, a Emirates anunciou a suspensão da sua operação, na sequência das medidas decretadas pelo emirado do Dubai para conter a pandemia de COVID-19.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *