Algarve impõe quarentena obrigatória a quem regressa do estrangeiro

Por a 23 de Março de 2020 as 15:57

A Autoridade de Saúde Regional do Algarve determinou no passado sábado, dia 21, a quarentena obrigatória de 14 dias para todos os cidadãos que regressem do estrangeiro ao distrito de Faro, uma medida para conter a propagação da COVID-19.

“Determino que todos os cidadãos que regressam do estrangeiro permaneçam em isolamento profilático pelo período de 14 dias, a contar da data da sua chegada”, lê-se no despacho assinado pela delegada regional da saúde do Algarve, Ana Cristina Guerreiro, e publicada na página da internet da Administração Regional de Saúde do Algarve.

A responsável pela saúde pública na região algarvia determinou a “aplicação imediata” da medida.

Entretanto, entrou esta segunda-feira, dia 23, em vigor a quarentena obrigatória para quem chega à Madeira.
Todos os passageiros desembarcados nos aeroportos do arquipélago, residentes e não residentes, são obrigados a cumprir um período de quarentena, informou o presidente do Governo regional.

Os passageiros são  encaminhados para uma unidade hoteleira requisitada pelo Governo regional, com exceção dos doentes em tratamento e devidamente autorizados pelas autoridades de saúde.

Na ilha da Madeira, os passageiros serão encaminhados para o complexo turístico Quinta do Lorde, localizado na freguesia do Caniçal, zona leste, onde já se encontram dois madeirenses, enquanto que no Porto Santo terão de cumprir a quarentena no Hotel Praia Dourada.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *