Selina atinge os 5M€ em receitas no primeiro ano em Portugal e é já um ‘case study’

Por a 24 de Fevereiro de 2020 as 17:13

Os primeiros doze meses passaram a correr. A marca que nasceu no Panamá, em 2014, e que cresceu para a América do Sul, fez as malas e aterrou em Portugal, quatro anos depois. Doze meses foram suficientes para abrir cinco unidades, com 700 camas no total, e para  que a operação em terras lusas seja já um ‘case study’ internacional nas restantes unidades Selina, resultado dos mais de cinco milhões de euros em receitas que o grupo hoteleiro atingiu em 2019.

Os planos de crescimento continuam em cima da mesa e, até 2022, a marca Selina terá investido 250 milhões de euros no país. Em 2020, e depois de um primeiro ano de crescimento acelerado, o passo vai abrandar e consolidação é a palavra de ordem. “Queremos que as pessoas vejam o Selina como a casa oficial da música, do surf e das artes”, explica Manuel Rito que deslinda quais são os objetivos e desafios do grupo na edição de fevereiro da revista Publituris Hotelaria.

Conheça aqui os restantes destaques e novidades da publicação.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *