Dificuldades financeiras levam South African Airways a abandonar oito destinos internacionais

Por a 7 de Fevereiro de 2020 as 12:44

A companhia aérea sul-africana South African Airways (SAA) anunciou que vai deixar de voar para oito destinos internacionais a partir de 29 de fevereiro devido a problemas financeiros, decisão que abrange destinos como Luanda, em Angola, e São Paulo, no Brasil.

De acordo com a Lusa, que cita um comunicado da companhia aérea de bandeira da África do Sul, além de Luanda e São Paulo, a SAA vai também deixar de voar para Guangzhou e Hong Kong, na China, mantendo, no entanto, a rota que opera para Maputo, em Moçambique.

Os passageiros que tinham bilhetes na SAA para os destinos suprimidos a partir de 1 de março vão, no entanto, ser reembolsados de forma integral.

A decisão da SAA é explicada pelos problemas financeiros que a transportadora aérea sul-africana vem enfrentando, com os administradores da falência da companhia aérea a sublinharem que as medidas fazem parte de um plano de reestruturação que será divulgado no final de fevereiro.

A SAA apresenta prejuízos desde 2011 e, recentemente, tinha já anunciado o cancelamento de 150 voos previstos para fevereiro como forma de cortar custos. Entretanto, o Banco de Desenvolvimento da África do Sul, uma instituição estatal, anunciou um financiamento à companhia no valor de 3,5 mil milhões de rands (cerca de 214 milhões de euros), afastando o risco de falência.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *