Royal Caribbean Cruises também vai negar embarque a quem viajou para a China

Por a 5 de Fevereiro de 2020 as 10:52

O grupo Royal Caribbean Cruises, que é representado em Portugal pela Melair, implementou uma série de medidas para proteger passageiros e tripulantes do surto do novo coronavírus com origem na China e, tal como outras companhias de cruzeiros, também cancelou as partidas no país e vai negar o embarque a “qualquer pessoa que viajou da, para ou pela China Continental ou Hong Kong nos últimos 15 dias”.

“Após consulta com o CDC (Centro de Doenças, Controle e Prevenção), a OMS (Organização Mundial de Saúde) e outras autoridades de saúde pública, estamos a implementar várias medidas para proteger os hóspedes e a tripulação. Estas medidas são intencionalmente conservadoras e pedimos desculpa por qualquer incómodo que possa causar a alguns dos nossos hóspedes”, explica o grupo num comunicado divulgado esta terça-feira, 4 de fevereiro.

Até nova decisão, a Royal Caribbean Cruises – que inclui as companhias Royal Caribbean Cruises, Azamara Cruises e Celebrity Cruises – vai negar o embarque a “qualquer pessoa que viajou da, para ou pela China Continental ou Hong Kong nos últimos 15 dias”, independentemente da nacionalidade, garantindo o “reembolso total” a todos os passageiros que se encontrem nesta situação.

Paralelamente, o grupo vai também realizar “exames de saúde especializados” aos hóspedes que “estiveram em contacto com pessoas que viajaram da, para ou através da China Continental ou Hong Kong nos últimos 15 dias”, bem como a “todos os titulares de passaportes da China ou Hong Kong”, independentemente de quando estiveram, pela última vez, na China ou em Hong Kong, e ainda a todos os passageiros “que relatam mal-estar ou demonstram sintomas de gripe”.

De acordo com a informação divulgada, a “qualquer hóspede que apresentar febre ou oximetria sanguínea baixa na triagem de saúde especializada será negado o embarque” nos navios das companhias de cruzeiros da Royal Caribbean Cruises.

Na mesma nota, o grupo refere ainda que estes padrões também se aplicam aos funcionários e tripulantes.

Além destas medidas, a Royal Caribbean Cruises optou ainda por cancelar oito partidas do navio Spectrum of the Seas, navio que se encontra colocado na China e cujas partidas estão suspensas até 4 de março, sendo garantido o “reembolso total” aos passageiros que tinham viagem marcada para este período.

“Temos protocolos médicos rigorosos para ajudar os passageiros e tripulantes que se sintam mal enquanto navegam. Os nossos protocolos incluem tratamento médico profissional; quarentena de pessoas indispostas na população em geral dos nossos navios e procedimentos intensificados de limpeza de navios, filtragem de ar e sanitização”, acrescenta o grupo de companhias de cruzeiro, que diz estar “avaliando constantemente os desenvolvimentos” e que vai atualizar “essas medidas, conforme necessário”.

Os agentes de viagens que queiram esclarecer qualquer dúvida, podem contactar o Departamento de Reservas da Melair Cruzeiros, que representa a Royal Caribbean Cruises em Portugal, através do número de telefone 210 329 400 ou do email [email protected].

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *