Rally de Portugal gerou retorno direto de mais de 31M€ no Centro de Portugal em 2019

Por a 5 de Fevereiro de 2020 as 12:18
Rally de Portugal

No ano passado, o WRC Vodafone Rally de Portugal gerou um retorno direto de mais de 31 milhões de euros na região Centro de Portugal e levou a um aumento da estada média de turistas portugueses e estrangeiros, motivo pelo qual o presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado, considera que este é “um evento-âncora para a região”.

“Este é um dos maiores eventos com projeção internacional que se fazem a nível nacional”, afirmou Pedro Machado esta terça-feira, 4 de fevereiro, durante a apresentação do estudo “Impacto do WRC Vodafone Rally de Portugal na economia do turismo e formação da imagem do destino”, da autoria do professor Fernando Perna, da Universidade do Algarve, que decorreu em Coimbra.

De acordo com Pedro Machado, além do retorno direto gerado pelo evento e que é ainda mais positivo porque o investimento foi de apenas 600 mil euros, o Rally de Portugal atraiu também à região um grande número de adeptos portugueses e estrangeiros, que foram responsáveis “por estadias médias entre duas e três noites, no caso dos adeptos nacionais, e estadias médias de 4,4 noites, nos estrangeiros”.

“Também deste ponto de vista, o rali trouxe um acréscimo muito positivo”, acrescentou Pedro Machado, considerando que este evento é também “um fortíssimo aliado para a internacionalização”, já que “mais de 15 nacionalidades estrangeiras vieram ao Rally de Portugal, tendo feito aumentar a perceção positiva do destino”.

“É através dos grandes eventos que somos capazes de catapultar a nossa economia, de criar desenvolvimento e riqueza e, depois, fazer com que esta seja mais bem distribuída. O Rally de Portugal é um evento-âncora para a região Centro de Portugal”, finalizou Pedro Machado.

O estudo “Impacto do WRC Vodafone Rally de Portugal na economia do turismo e formação da imagem do destino”, da autoria do professor Fernando Perna, apurou que “o regresso do WRC Vodafone Rally de Portugal ao Centro de Portugal atingiu os objetivos propostos, ao contribuir para criar uma imagem favorável do território/destino, expandir a época turística no tempo, aumentar a procura turística, atrair visitantes internacionais e nacionais e incrementar os ganhos económicos no destino”, acrescenta o Turismo Centro de Portugal, na informação divulgada.

Na edição de 2020, o Rally de Portugal vai voltar a passar por cinco concelhos da região Centro de Portugal, concretamente Coimbra, Arganil, Góis, Lousã e Mortágua, decorrendo entre 21 e 24 de maio, com a partida oficial a decorrer em Coimbra, na Porta Férrea da Universidade de Coimbra.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *