Espaços de enoturismo da Sogevinus receberam 450 mil visitantes em 2019

Por a 3 de Fevereiro de 2020 as 14:28

Os principais espaços do grupo Sogevinus dedicados ao enoturismo, nomeadamente as caves de Vinho do Porto Cálem e Burmester e a Casa Kopke, receberam, em 2019, mais de 450 mil visitantes, com destaque para a Cálem, que manteve a liderança como a cave de Vinho do Porto mais visitada, ao receber 300 mil turistas.

“A Cálem mantém a liderança enquanto cave de Vinho do Porto mais visitada, tendo registado a presença de mais de 300 mil turistas, o que correspondeu a um aumento de 13% na sua faturação face a 2018. Portugueses, franceses e espanhóis foram os que mais visitaram os espaços do grupo Sogevinus, tendo-se verificado um interesse crescente por parte de mercados como Brasil e EUA”, refere o grupo Sogevinus, em comunicado.

O aumento do número de visitantes levou também a um aumento das vendas no setor do turismo na ordem dos 14% face ao ano anterior, bem como a um crescimento de 28% nas receitas relativas aos eventos realizados nos diversos locais que a Sogevinus disponibiliza para este efeito.

“A aposta estratégica que tem sido feita na valorização do enoturismo como área fundamental para complementar o negócio do vinho do Porto continua, assim, a dar frutos e a contribuir para o crescimento da Sogevinus”, refere ainda o grupo, na informação divulgada.

Na informação enviada à imprensa, o grupo Sogevinus destaca os projetos apresentados no ano passado e que contribuíram para o crescimento do grupo no enoturismo, como a inauguração do restaurante UVA by Cálem, em Vila Nova de Gaia, a abertura ao público da Quinta de S. Luiz, no Douro, e a criação da Sogevinus Wine Shop Flores, a primeira loja do grupo no Porto.

“Neste momento, o turismo representa já mais de 20% do volume de negócios do grupo, sendo expectável que a sua importância continue a crescer. Em 2020, os objetivos da Sogevinus nesta área passam pela consolidação dos projetos já referidos e pela abertura de mais uma loja em Gaia”, refere ainda o grupo, que, para 2021, tem prevista a abertura de um hotel vínico de cinco estrelas, sob a marca Kopke, na marginal de Vila Nova de Gaia, operação que representa um investimento de 30 milhões de euros.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *