MSC Cruzeiros assina contrato com estaleiro francês para a construção de mais navios

Por a 20 de Janeiro de 2020 as 16:00

A MSC Cruzeiros e os estaleiro francês Chantiers de l’Atlantique aumentaram esta segunda-feira, dia 20, a sua parceria de longo prazo, fazendo vários anúncios estratégicos numa cerimónia que se realizou no Palácio de Matignon, a residência oficial do Primeiro-Ministro Francês. A cerimónia contou com a presença de Édouard Philippe, Primeiro-Ministro Francês; Gianluigi Aponte, Fundador e Presidente Executivo do MSC Group; Pierfrancesco Vago, Presidente Executivo da MSC Cruises; e Laurent Castaing, Director Geral dos Chantiers de l’Atlantique.

As duas companhias anunciaram a assinatura de contractos oficiais para a construção do terceiro e quarto navios MSC World Class, movidos a LNG, e que serão entregues em 2025 e 2027. O primeiro dos dois navios da Classe World encontra-se neste momento a ser construído nos estaleiros Chantiers de l’Atlantique, em Saint-Nazaire, e está previsto começar a navegar em 2022. Com uma arqueação bruta de 205,000 GT, o navio tornar-se-á no maior navio operado por uma companhia de cruzeiros Europeia, bem como o primeiro navio movido a LNG a ser construído em França. Comparativamente ao combustível marítimo standard, o LNG – gás natural liquefeito – reduz as emissões de dióxido de enxofre e de partículas por parte dos navios em 99%, as emissões de NOx em 85% e as emissões de CO2 em 20%.

Estes contratos representam um investimento de capital por parte da MSC Cruzeiros superior a 2 mil milhões de euros e prevê-se que vão gerar 14 milhões de horas de trabalho adicionais, totalizando mais de 2.400 empregos equivalente a tempo inteiro nos próximos três anos e meio, diretamente fundamentados por essas encomendas.

A MSC Cruzeiros e os Chantiers de l’Atlantique reforçaram também a sua parceria ao longo da próxima década com o anuncio de dois projectos adicionais. Primeiro, as companhias assinaram um Memorando de Entendimento (MoU) para o desenvolvimento de um novo protótipo de classe de navios movidos a LNG que ficarão a operar sob a marca MSC Cruzeiros. Para este projecto, a MSC Cruzeiros, o estaleiro e outros parceiros vão centrar-se no desenvolvimento de tecnologias ambientais emergentes, de acordo com a visão da IMO para 2030 e 2050. Os quatro navios desta nova classe representariam um investimento de capital superior a 4 mil milhões de euros e 30 milhões de horas de trabalho extras para o estaleiro, fornecedores e subcontratados envolvidos no projecto.

Um segundo acordo MoU assume a parceria da MSC Cruzeiros com os Chantiers de l’Atlantique no desenvolvimento de mais um conceito inovador de protótipo de classe de navios com o qual será possível explorar as oportunidades que a energia eólica e outras tecnologias avançadas poderiam trazer para o transporte de passageiros.

Os três acordos assinados totalizam um investimento superior a €6,5 mil milhões de euros na economia Francesa.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *