CEPT: Promoção externa de Portugal vai chegar a novos mercados em 2020

Por a 16 de Janeiro de 2020 as 12:19

O Conselho Estratégico para a Promoção Turística Externa (CEPT), que reuniu esta semana, no Ministério da Economia, em Lisboa, definiu o alargamento do esforço promocional de 2020 a novos mercados, passando a inclui também o Japão, Coreia, Índia, Austrália e Sudoeste Asiático.

A aposta na diversificação de mercados foi, de acordo com um comunicado enviado à imprensa esta quinta-feira, 16 de janeiro, pelo Ministério da Economia, um dos objetivos definidos pelo CEPT para 2020, a par da digitalização do setor, do reforço da acessibilidade aérea e da mobilidade interna, bem como do alargamento dos benefícios do turismo a todo o território.

No caso da Índia, acrescenta a informação divulgada esta quinta-feira, está mesmo prevista a abertura de uma nova delegação do Turismo de Portugal.

O CEPT vai também dar “particular atenção” à segmentação da promoção, o que, refere o comunicado do Ministério da Economia, se vai refletir “no desenvolvimento de campanhas específicas para alguns mercados e produtos”, bem como à redução do impacto ambiental da atividade turística, nomeadamente através de pacotes turísticos sustentáveis.

“É necessário continuar a estimar e a preservar o turismo. Há mercados, segmentos e oportunidades que nos permitem continuar a crescer sustentavelmente. Destacaria que temos um grande potencial de crescimento em produtos em rede e em oferta de base colaborativa”, afirmou Pedro Siza Vieira, ministra de Estado, da Economia e da Transição Digital.

O CEPT abordou ainda a atual organização regional do turismo, que é vista como um “fator de competitividade regional”, motivo pelo qual, definiu também o organismo, “uma eventual participação de outros players regionais ser alvo de prévia e aprofundada ponderação”.

O alinhamento da atividade turística com a Agenda 2030 da ONU e com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável foi uma das preocupações do setor que foi ainda abordada no CEPT, que apontou igualmente o trabalho em rede entre Turismo de Portugal, Agências Regionais de Promoção Turística (ARPT’s) e Entidades Regionais de Turismo (ERT’s) como prioridade.

Paralelamente, acrescenta a informação emitida pelo Ministério da Economia, “foi ainda destacada a necessidade do reforço da participação da iniciativa privada na promoção externa regional e do alinhamento entre dos planos regionais e a Estratégia Turismo 2027”.

No final do encontro, a secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, destacou a “sintonia entre as entidades envolvidas, o que reflete bem as razões do sucesso deste setor” e realçava “a importância do desenvolvimento de um ecossistema digital entre o Turismo de Portugal, I.P., e as Agências Regionais, a capacitação das equipas regionais e o reforço do envolvimento dos privados na promoção”.

O CEPT é a estrutura consultiva do Governo em matéria de promoção turística externa e de concertação estratégica, constituída por representantes do Turismo de Portugal, dos Governos Regionais da Madeira e Açores, bem como do setor privado, através da Confederação do Turismo de Portugal (CTP), das ARPT’s e das ERT’s.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *