Flixbus transportou 430 mil passageiros em Portugal em 2019

Por a 9 de Janeiro de 2020 as 12:39

A Flixbus transportou 430.000 passageiros de e para Portugal em 2019, número que, segundo comunicado enviado à pelo operador de transporte rodoviário de longa distância, representa três vezes mais que os passageiros transportados no ano anterior.

“Em 2019 a FlixBus transportou três vezes mais passageiros do que em 2018, o que significa que os portugueses estão a viajar mais connosco e procuram a FlixBus como alternativa mais sustentável e mais acessível face a outros meios de transporte. Em dois anos e meio conseguimos expandir a nossa operação internacional de transporte de autocarro de longa-distância em Portugal que chega hoje a mais de 50 destinos na Europa”, sublinha Pablo Pastega, diretor geral da FlixBus em Portugal e Espanha.

O total de passageiros transportados em Portugal pela Flixbus em 2019 não inclui, segundo a mesma informação, a gigante rede internacional da Eurolines França que a empresa adquiriu no decorrer do ano” e abrange apenas a operação internacional da FlixBus em Portugal, que passa por 20 cidades portuguesas e inclui 20 linhas diretas entre Portugal e o resto da Europa, que chegam a cerca de 50 destinos europeus.

Para 2020, a Flixbus está a planear uma série de novidades, já que, como adianta Pablo Pastega, o operador vai “integrar a rede internacional da Eurolines e lançar uma rede doméstica dedicada que vai cobrir Portugal de Norte a Sul e da Costa ao litoral”.

“Mais de 80 cidades portuguesas vão beneficiar de mais opções de transporte, a preços mais baixos, com autocarros novos e confortáveis com uma série de serviços a bordo”, acrescenta o responsável, citado no comunicado divulgado.

Além de Portugal, a Flixbus transportou 62 milhões de passageiros em todo o mundo em 2019, resultado que, segundo a empresa, representa um crescimento de 37% em comparação com o período homólogo de 2019 e que se soma ao crescimento de 40% que a Flixbus já tinha registado em 2018.

“A rede da FlixMobility conecta pessoas em 30 países e chega a 2,500 destinos que são servidos por autocarros FlixBus, comboios da FlixTrain e as empresas recentemente adquiridas como a Kamil Koç e a Eurolines. A FlixTrain continua a sua expansão na Alemanha e terá os primeiros comboios verdes na ferrovia da Suécia em 2020, o que significa que mais pessoas terão a possibilidade de viajar com autocarros e comboios verdes”, lê-se ainda no comunicado da Flixbus.

A par das novidades para Portugal, a Flixbus está também a planear uma expansão a nível internacional, isto depois de, em 2019, a FlixMobility ter chegado “mais a leste que nunca, ao entrar na Ucrânia e ao adquirir o fornecedor número 1 de autocarros na Turquia, a Kamil Koç”, enquanto nos EUA, onde a Flixbus opera desde 2018, houve uma expansão para a Flórida, Nova Iorque, Oregon, Texas e Washington e, na Alemanha, foram adquiridos os serviços de longa-distância da Eurolines, “aumentando o alcance da rede da FlixMobility na Europa”.

“A nova década irá trazer mais momentos de ambiciosa expansão, com a FlixBus a entrar na América do Sul e na Ásia. Estas iniciativas serão financiadas pelo capital levantado no verão de 2019, quando a FlixMobility completou com sucesso a ronda de financiamento da série F. Os novos investidores, como a TCV e a Permira, começaram uma parceria estratégica com a FlixMobility, permitindo uma estratégia de crescimento ainda mais rápida”, refere ainda a Flixbus.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *