TAP bateu recorde de passageiros transportados em 2019

Por a 7 de Janeiro de 2020 as 11:42

No ano passado, a TAP transportou mais de 17 milhões de passageiros, número que traduz mais 1,29 milhões de passageiros que em 2018 e que corresponde a um novo recorde para a companhia aérea nacional.

De acordo com uma nota informativa da TAP, a companhia transportou, em 2019, mais 8,2% de passageiros que no ano anterior e registou uma taxa de ocupação dos seus voos que correspondeu a 80,1%.

“Os indicadores de tráfego da TAP registaram uma evolução muito positiva nos últimos meses do ano, após um primeiro trimestre com sinais de abrandamento, o que permitiu encerrar 2019 com crescimento em todos os principais indicadores”, sublinha a companhia aérea, na informação divulgada.

A TAP indica que o decréscimo de 0,3% no total de passageiros transportados que tinha sido registado no primeiro trimestre do ano foi compensado nos trimestres seguintes, já que, como refere a companhia aérea, “o acumulado de 7,9 milhões de passageiros no final do segundo trimestre já mostrava um crescimento de 4,8% face ao período homólogo de 2018”.

Os bons resultados mantiveram-se ao longo do ano, uma vez que, acrescenta a TAP, com “um total acumulado de 13 milhões até final do terceiro trimestre, a recuperação do tráfego cresceu para 7,2% face ao período homólogo do ano antecedente”, numa “tendência de recuperação e consolidação do crescimento” que culminou com os “dados bastante positivos do quarto e último trimestre do ano, que se traduzem no já referido crescimento anual de 8,2%”.

No comunicado enviado à imprensa, a TAP destaca também o mês de dezembro, em que, refere a companhia, foi batido “o recorde absoluto de transporte de passageiros”, com a TAP a transportar 1,3 milhões de passageiros, num crescimento de 14% face a igual mês de 2018, naquela que foi o “melhor mês de dezembro de sempre da sua história”.

“Este crescimento sustentado da TAP é possível pela total renovação da frota, aumento da oferta, diversificação de rotas e de mercados, com destaque para a consolidação da aposta na América do Norte, e pelas práticas comerciais cada vez mais competitivas”, justifica a companhia aérea.

Um comentário

  1. Bruno Verdade

    7 de Janeiro de 2020 at 13:47

    Parabéns!
    E prejuízos e bonus para administradores, já se sabe?
    E serviço e bordo cada vez pior,há melhoria?
    E não resposta a reclamações, já esta melhor?
    E a continua entrada de amigos, famílias e “cunhas”, já está a ser investigado com funcionam os concursos?

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *