Turismo de Aragão promove-se em Lisboa

Por a 11 de Novembro de 2019 as 12:25

O Turismo de Aragão apresentou na passada quinta-feira, 7 de novembro, a campanha publicitária “Aragão, Paragem Obrigatória” que pretende promover a oferta cultural e turística da região em Portugal e que vai estar em vigor na capital portuguesa, ao longo de um mês, através de 100 mupis, meios digitais, espaços comerciais e autocarros.

“Com base na nova ligação aérea direta da companhia Ryanair que oferece dois voos semanais, quarta-feira e domingo com a duração de 90 minutos, entre Saragoça e Lisboa, o Turismo desta comunidade autónoma decidiu apostar numa estratégia de comunicação junto do publico português”, explica o Turismo de Aragão, num comunicado enviado à imprensa.

Além do lançamento da campanha, o Turismo de Aragão realizou também uma apresentação para operadores e agentes de viagens nacionais, na qual foi dada a conhecer a oferta da região, com especial foco na neve, na natureza, na cultura, no slow driving, na gastronomia e no enoturismo, que é uma das áreas de aposta desta província espanhola.

Aragão conta também uma conhecida oferta de turismo religioso, com destaque para Saragoça, capital desta província de Espanha, onde se localiza a Basílica del Pilar, que recebe milhares de visitantes ao longo do ano, nomeadamente portugueses.

A capital aragonesa fica também muito perto de várias pistas de ski, num total de 377Kms de pistas, numa oferta que, segundo o comunicado enviado à imprensa, tem vindo a “projetar este destino espanhol como um dos locais imperdíveis para os amantes de neve e desportos associados”.

A aposta na divulgação da oferta em Portugal pretende, como explica Elena Allué, Diretora do Turismo de Aragão, “dar a conhecer a multiplicidade de ofertas de Aragão e ganhar quota de mercado”.

“Portugal é um país muito importante para nós, queremos receber mais turistas portugueses e dar a conhecer uma cultura e um património único”, destaca a responsável, explicando que a promoção em território nacional “pretende enaltecer as cidades e povoações, serras, tradições, museus e em geral tudo o que a região integra e que constituí o seu património cultural, natural, gastronómico e etnográfico para uma experiência turística inesquecível”.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *