“90% das vendas são programação nossa”

Por a 11 de Outubro de 2019 as 16:21

A Loja de Cruzeiros abriu no início do ano para colmatar uma lacuna existente no mercado nacional, já que é a primeira agência em Portugal dedicada a este segmento. Ao Publituris, Lubélia Teixeira, responsável da Loja de Cruzeiros, faz um balanço positivo dos primeiros meses e traça perspetivas positivas para o futuro.

Em janeiro, a Springwater abriu a Loja de Cruzeiros. Como tem corrido a procura nestes primeiros meses, tendo em conta que esta é a primeira agência em Portugal dedicada exclusivamente à venda de cruzeiros?
Tem corrido muitíssimo bem. É, de facto, uma grande novidade no nosso mercado e não só causou imensa curiosidade, como também recebeu os maiores elogios de quem está nesta área e de todos os apaixonados por cruzeiros. Podemos afirmar que tem sido um sucesso. É uma loja com uma decoração única e um lugar onde só se respira e fala de cruzeiros.

Ao longo do primeiro ano, qual é o objetivo da Loja de Cruzeiros, nomeadamente ao nível da faturação?
O principal objetivo era preencher uma lacuna no mercado e nitidamente uma oportunidade de negócio. Foram definidos objetivos de faturação, mas este primeiro ano é essencialmente um ano de investimento no mercado a nível de divulgação e posicionamento da marca e de diagnóstico de potencial. Os objetivos de venda de alguns segmentos e alguns acordos específicos delineados já foram inclusive cumpridos e alcançados.

A Loja de Cruzeiros vende todo o tipo de cruzeiros e os mais variados itinerários. Em que companhias se regista maior procura e quais são os itinerários mais vendidos?
A maior procura é pelas companhias mais conhecidas no nosso país, que são as que têm escritórios localmente, brochuras em português, montras em todas as agências de viagens, promoção junto das agências, os navios estão várias vezes nos portos portugueses, levando sempre a um grande número de agentes a visitar os navios, etc. Sem dúvida, a MSC Cruzeiros, a Royal Caribbean e a Pullmantur, são as mais procuradas.
Quanto aos itinerários a procura é diversa, variando entre as Ilhas Gregas, Fiordes e Caraíbas, mas toda a programação que temos de destinos diferentes, como Extremo Oriente, Cruzeiros Fluviais, Austrália, Nova Zelândia e Alasca tem tido um imenso sucesso e tem vendido muitíssimo bem.

O Mediterrâneo continua a ser o destino preferido dos portugueses ou existem alterações ao nível dos destinos mais procurados em Portugal para cruzeiros?
Não penso que seja o destino preferido dos portugueses, é o mais acessível a nível de preço, existe, de facto, muita oferta e é o mais fácil a nível de ligações aéreas, os clientes procuram muitas vezes o conforto e muitos não querem voos muito distantes, mas sentem uma grande atração por destinos diferentes, menos conhecidos, mais exóticos. Mas quem faz o primeiro cruzeiro normalmente procura o Mediterrâneo ou as Caraíbas.

A Loja de Cruzeiros também vende cruzeiros de luxo, de companhias menos conhecidas para muitos portugueses. Como está a correr a procura neste segmento específico, ou seja, há público em Portugal para este tipo de cruzeiros?
A Loja de Cruzeiros vende todas as companhias de cruzeiros, desde os veleiros aos iates privados, aos navios de exploração, às grandes companhias de cruzeiros ou aos cruzeiros “mass market”. Existem há vários anos clientes para este tipo de produto, não é algo recente, sempre houve clientes para este segmento. Neste momento existem é novos clientes, que já faziam cruzeiros nas companhias de cruzeiros mais conhecidas e que, devido à massificação dos cruzeiros, procuram algo mais exclusivo, serviço mais personalizado e atencioso, navios com menos passageiros, entre outras regalias. O luxo, neste caso, tem muito a ver com serviço e com tudo o que estas companhias oferecem aos clientes, depois de experimentar ficam completamente fidelizados.
E as companhias ditas de luxo também têm, neste momento, preços muito mais atrativos do que os que praticavam há uns anos. Sem dúvida que existe um grande mercado para este segmento.

A Loja de Cruzeiros conta ainda com programação própria e programas exclusivos. O que é que é possível destacar a este nível?
A Loja de Cruzeiros tem, de facto, muita programação própria, programas que podem ser exclusivos devido às tarifas especiais que temos como Agentes de Vendas em Portugal das várias companhias e aos acordos especiais que fazemos frequentemente. A Loja de Cruzeiros também vende a todas as agências de viagens e 90% das nossas vendas são programação nossa. Em 2020, esta será uma das nossas grandes apostas, até porque já temos vários bloqueios, condições excelentes e muito produto para vender desde o destino mais exótico ao mais procurado e cruzeiros com embarque em Lisboa. Destacamos o Oriente, China – Coreia do Sul e Japão, só Japão, Canal do Panamá e América do Sul, Fiordes e Cabo Norte, Lisboa / Lisboa, além de muita Grécia.
Além da sua própria programação, que está acessível a todas as agências de viagens – a quem oferecemos uma excelente comissão – a Loja de Cruzeiros ajuda as agências que o pretendem a criar os seus próprios programas. Fruto do nosso know-how, aconselhamos, sugerimos e preparamos em conjunto com a agência itinerários ideais para qualquer tipo de cliente, desde o cliente individual a um pequeno grupo de clientes ou até grandes grupos. É muito importante percebemos onde é que cada cliente se poderá sentir bem e, felizmente, a oferta de produtos é enorme.
A Loja de Cruzeiros tem a representação para Portugal de várias companhias de cruzeiros, nomeadamente: Holland America, Norwegian Cruise Line, Carnival Cruise Line, Crystal Cruises, Seabourn, Celestyal Cruises, Luftner River Cruises, A-Rosa River Cruises, Viking River Cruises, Variety Cruises, Star Clippers e muitas outras. São estas representações, mais os acordos feitos com as companhias de cruzeiros que estão em Portugal, que nos permitem ter uma programação diferenciadora.

Em abril, a Loja de Cruzeiros lançou também um website. Qual é a importância desta plataforma para o negócio da agência?
A importância desta plataforma é dar, para já, a conhecer a nossa programação, falar sobre cruzeiros e companhias de cruzeiros e ser uma montra digital da nossa oferta. A realidade é que, cada vez mais, o que não está online não existe. Mas esta é uma ferramenta em evolução como tudo o que é digital.

Como avalia o mercado português de cruzeiros e que desafios este segmento ainda enfrenta em Portugal?
O mercado de cruzeiros em Portugal continua em grande crescimento e é algo que vai acontecer durante muitos anos porque ainda tem muito espaço para crescer, as companhias de cruzeiros continuam a apostar na construção de novos navios, novos destinos, existe imensa oferta, o produto cruzeiros, na maior parte das companhias, é de grande qualidade e a satisfação do cliente é enorme, é um dos poucos produtos que ainda fideliza os clientes ao agente de viagens.
Em Portugal, é muito importante que se continue a fazer formação sobre cruzeiros e um trabalho junto dos agentes de viagens para que ofereçam também este produto aos seus clientes. O “papão” dos cruzeiros continua a existir na maior parte dos agentes, poucos se sentem confortáveis a vender e ainda existe muito trabalho para fazer e muita coisa por aprender. Também nesta vertente, queremos estar junto das agências para as ajudar a vender todas as companhias, pelo que iremos ter ações de formação para agentes que já são nossos clientes e, em 2020, vamos ter várias visitas a navios de companhias menos conhecidas, incluindo produto de luxo.
Temos a certeza que a tendência de crescimento deste segmento se vai acentuar e a Loja de Cruzeiros vem beneficiar dessa tendência e, simultaneamente, acrescentar as alternativas e ofertas que contribuirão para ajudar a esse crescimento.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *