PortoBay inaugura 14º hotel

Por a 8 de Setembro de 2019 as 20:11

Depois da aquisição do PortoBay Teatro em dezembro de 2018, o PortoBay Hotels & Resorts aumenta a sua presença no Porto com a inauguração do seu segundo hotel na cidade, o PortoBayFlores.

A unidade de cinco estrelas é a 14ª unidade do grupo de génese madeirense e apresenta 66 quartos, spa e piscina interior, ginásio, restaurante Bistrô da responsabilidade do Chef Nuno Miguel, bar com esplanada para a rua das Flores, pátio ajardinado e espaços de reuniões.

O conceito de arquitectura do novo hotel, da responsabilidade do arquitecto Samuel Torres de Carvalho, resulta de uma fusão entre o clássico e o contemporâneo, conjugando um palacete do século XVI, onde estão 11 quartos, e um edifício construído de raiz, onde se encontram os restantes 55 quartos. Também a decoração, da responsabilidade da arquitecta Catarina Cabral, conciliou a influência histórica do edifício com a contemporaneidade.

Esta unidade resulta da parceria da PortoBay Hotels & Resorts, que fica com a exploração do hotel, com a empresa franco-alemã, Tryba, proprietária do edifício e responsável pelo investimento na aquisição e construção do hotel.

Fidelização

Segundo António Trindade, CEO da cadeia hoteleira em conferência de imprensa, à margem da inauguração da unidade, “este produto corresponde ao nosso objectivo prioritário que é ter em cada uma das duas grandes cidades [de Portugal] o reflexo da nossa realidade madeirense, que é ter cinco e quatro estrelas. O que permite fecharmos aqui o ciclo que é garantir rotatividade dos nossos clientes PortoBay”, explicou o empresário, salientando a importância dos clientes repetentes que o grupo tem, cujo programa de fidelização já conta com 400 mil inscritos. Para António Trindade, “torna-se mais fácil abrir um hotel quando já se tem um lastro de clientes repetentes”.

“Esta fidelização dos clientes aos diferentes produtos faz com que estes usem os hotéis com os quais criaram toda esta relação de fidelização, mas comecem a usar cada vez mais a experiência da utilização, não propriamente do hotel, mas do grupo”.

António Trindade referiu ainda, no seu discurso inaugural, que no período de ‘soft opening’ têm-se destacado, alem do mercado europeu, os mercados dos EUA e do Brasil, país onde o grupo conta com 10% das suas unidades. “Esta realidade vem confirmar este nosso estatuto de exportadores por excelência. Exportamos cá dentro, trazendo consumidores para os nossos produtos e serviços”.
As duas unidades do grupo na Cidade Invicta criaram 110 postos de trabalho.

Receitas

Seja pelo aumento de número de hotéis, seja “pela resiliência da PortoBay no país”, António Trindade perspectiva ultrapassar este ano as receitas registadas em 2018, ano em que o grupo alcançou os 80 milhões de euros em faturação.
No que diz respeito às unidades no Brasil, Cláudio Santos, administrador do grupo, realçou que depois dos anos de crise que se verificaram no país sul americano, a retoma da economia brasileira vai levar o grupo português a renovar a sua oferta de produtos no destino, de forma a poder assim aumentar também as diárias praticadas nos três hotéis que possuem no Rio de Janeiro, São Paulo e Búzios.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *