Três aeroportos portugueses no Top10 dos que registaram mais atrasos no verão

Por a 6 de Setembro de 2019 as 11:57

O Aeroporto João Paulo II, em Ponta Delgada, Açores, foi a infraestrutura aeroportuária portuguesa que registou mais atrasos nos meses de verão, de acordo com um ranking da AirHelp, empresa especializada em direitos dos passageiros aéreos, que identificou os 50 aeroportos europeus que registaram maior número de atrasos em junho e julho.

O aeroporto micaelense foi o que registou mais atrasos a nível nacional e foi também o segundo com pior desempenho a nível europeu, ainda que a lista inclua também o Aeroporto Internacional das Lajes, na ilha Terceira, Açores, que aparece na terceira posição, assim como o Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, que foi o 10.º pior aeroporto da Europa em atrasos, este verão.

“Os aeroportos de Mykonos (Grécia), Ponta Delgada e Lajes (ambos dos Açores) estão no topo do ranking dos aeroportos que registaram mais atrasos no período de junho e julho. No Top 10 dos menos cumpridores de horários encontra-se ainda o Aeroporto de Lisboa”, lê-se num comunicado enviado pela AirHelp à imprensa.

De acordo com as conclusões da AirHelp, “5 em cada 10 voos que partiram destes aeroportos aterraram no destino com mais de 15 minutos de atraso ou foram cancelados”, sendo que, no caso de Ponta Delgada e das Lajes, 48% e 46% dos voos partiram com atraso, respetivamente, enquanto em Lisboa “4 em 10 voos sofreram perturbações no período em análise”.

No Top50 dos aeroportos com maior número de atrasos estão ainda os aeroportos da Madeira e Porto, que, segundo a AirHelp, “apresentam melhores performances, mas ainda assim com mais de um quarto dos voos (28% e 25%, respetivamente) a não cumprirem o horário previsto”.

No Porto, a taxa de pontualidade dos voos foi de 75,2% nos meses de verão, média que, no caso da Madeira, desceu para 72,4%, enquanto em Lisboa foi de 62,1%. Já as Lajes apresentaram uma taxa de pontualidade de 54,4% e Ponta Delgada não foi além dos 52,4%.

Apesar do fraco desempenho dos aeroportos nacionais, a lista é liderada pelo aeroporto de Mykonos, na Grécia, que registou uma taxa de pontualidade de apenas 47,1%, ao qual se seguem os aeroportos de Ponta Delgada e Lajes, voltando a quarta posição a ser ocupada por um aeroporto grego, o de Santorini, onde a taxa de pontualidade foi de 56,1%.

Já o quinto lugar é ocupado pelo aeroporto de Malpensa, em Itália, seguindo-se Londres-Gatwick, no Reino Unido; Atenas, na Grécia; Veneza, em Itália; e Liubliana, na Eslovénia, que ocupa a 9.ª posição, precedendo Lisboa.

“Na tabela geral, surgem muitos aeroportos do sul europeu com elevadas taxas de atraso, coincidindo com muitos destinos escolhidos para as férias de verão”, constata a AirHelp, alertando os passageiros para que tomem conhecimento dos seus direitos, em caso de atraso ou cancelamento do voo.

O ranking dos 50 aeroportos com maior número de atrasos na Europa foi elaborado a partir de dados recolhidos pela AirHelp e apenas foram tidos em conta os aeroportos com mais de 1000 voos entre 1 de junho e 31 de julho, considerando-se que o voo não foi pontual quando chegou ao destino com mais de 15 minutos de atraso ou foi cancelado.

 

 

 

 

 

Um comentário

  1. Maria Luisa

    7 de Setembro de 2019 at 14:09

    Coitados dos turistas! E dos açorianos também tenho pena… O que fazer? Só mesmo pedir indemnização e para isto o melhor é contactar-se com uma empresa como a givt por exemplo que se especializa neste tipo de caos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *