Açores ganha bronze na certificação de destino turístico pela EarthCheck

Por a 30 de Agosto de 2019 as 14:32
Turismo dos Açores

Os Açores obtiveram o estatuto bronze no processo de certificação de destino turístico pela EarthCheck. Segundo a Secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo , Os Açores “contam já com o estatuto bronze ‘Benchmarked’ da EarthCheck”, enquanto entidade certificadora de destinos turísticos sustentáveis.

“Uma notícia que muito nos orgulha porque revela o primeiro reconhecimento externo de um compromisso pelo qual trabalhamos afincadamente, com todas as entidades, empresas e pessoas, posicionando-nos cada vez mais próximos de alcançar a certificação do destino”, sublinhou Marta Guerreiro, que falava na abertura da ‘Green Team’ na ilha de São Miguel.

Para a governante, “este selo de bronze não é uma mera distinção, é um pequeno grande passo e evidencia o progresso no caminho que temos levado a cabo e o posicionamento atual da Região, comparativamente com os restantes destinos mais sustentáveis do mundo”.

Desta forma, salientou Marta Guerreiro, os Açores passam a ser o destino de referência com “a mais alta percentagem de área de conservação de habitats, com a mais alta percentagem de área verde, com a mais baixa percentagem de roubos e assaltos, onde os indicadores de resíduos enviados para aterro por pessoa são mais baixos que a média deste núcleo exclusivo de destinos e onde os indicadores de qualidade das águas de consumo, balneares e interiores são praticamente os máximos entre todos os destinos”.

“Este selo e estes dados comprovam que é possível fazer dos Açores uma região onde o desenvolvimento sustentável seja um exemplo em termos mundiais, reforçando, por esta via, o posicionamento do nosso destino nestes temas tão emergentes nos dias de hoje”, reforçou.

A titular da pasta do Turismo garantiu que o Governo dos Açores está empenhado “na próxima fase – a da certificação – que decorrerá através de uma auditoria com base na implementação da política de sustentabilidade do destino”, pretendendo-se, durante o corrente ano, que a Região alcance a certificação de destino turístico sustentável.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *