República Dominicana promove turismo de natureza

Por a 29 de Agosto de 2019 as 10:09

O Turismo da República Dominicana está a promover a oferta de turismo de natureza deste país das Caraíbas, um dos que mais turistas portugueses recebe na região e que conta com 25% do seu território protegido e classificado como “parques nacionais, reservas e santuários naturais”.

“As praias paradisíacas são o cartão-de-visita da República Dominicana, mas este país das Caraíbas tem muito mais para oferecer, com destaque para uma natureza única, capaz de oferecer experiências de sonho”, destaca o Turismo da República Dominicana, num comunicado enviado à imprensa.

A República Dominicana conta com “um clima subtropical húmido e uma temperatura média de 25 graus Celcius ao longo de todo o ano”, sendo também “o país com maior biodiversidade das Caraíbas”, motivos que tornam a República Dominicana num “verdadeiro paraíso para os amantes da natureza”.

O Turismo da República Dominicana destaca alguns dos principais atrativos do país para os amantes do turismo de natureza, como o Salto El Limón, na Península de Samaná, na região noroeste do país, e que consiste numa “cascata com 40 metros de altura, enquadrada por uma paisagem idílica verde, salpicada pelo colorido do casario”.

Destaque também para o Santuário de Mamíferos Marinhos, que conta com uma área de 518 km2 e que “é um dos mais importantes santuários marinhos da República Dominicana”, por onde passam, anualmente, três a cinco mil baleias, que os turistas podem ver de perto em passeios de barco, que decorrem entre janeiro e final de março.

Segundo o Turismo da República Dominicana, na “rica diversidade da paisagem dominicana cabem também zonas áridas”, como as Dunas de Baní, na Península de las Calderas, e que são consideradas “o principal destino de ecoturismo do país”.

“Estas dunas de fina areia cobrem uma área de mais de 15 quilómetros em linha reta e albergam uma diversidade de fauna e flora que tem vindo a chamar a atenção da comunidade científica internacional, sendo também um local de aventura e diversão, que tem ainda a missão de evitar a erosão da baía e proteger as comunidades locais dos ventos e furacões”, lê-se ainda no comunicado enviado à imprensa.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *