TAAG é uma das 195 empresas públicas angolanas para privatizar até 2022

Por a 13 de Agosto de 2019 as 17:10

A TAAG – Linhas Aéreas de Angola é uma das 195 empresas públicas angolanas que vão ser privatizadas até 2022 e que constam do ProPriv, o programa de privatização de ativos do estado angolano, que foi apresentado esta terça-feira, 13 de agosto, de acordo com a Lusa.

Além da TAAG, as empresas que Angola pretende privatizar até 2020 atuam em diversos setores, a exemplo dos Recursos Minerais e Petróleos, Telecomunicações e Tecnologias de Informação, Transportes, Finanças, Hotelaria e Turismo, Agricultura e Indústria.

Das 195 empresas públicas que constam do programa, 80 devem ser privatizadas ainda este ano, seguindo-se outras 91 empresas em 2020 e 20 em 2021, esperando-se que, em 2022, apenas quatro empresas ainda estejam por privatizar.

Com este programa de privatizações, Angola pretende promover a estabilidade macroeconómica e aumentar a produtividade da economia nacional, através de uma distribuição mais equitativa do rendimento nacional.

Já as receitas das privatizações vão financiar programas que sirvam o desenvolvimento económico e social do país, “com particular incidência no fomento do setor produtivo”, segundo Vera Daves, secretária de Estado das Finanças e do Tesouro de Angola.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *