AHRESP prevê que greve dos trabalhadores da hotelaria do Algarve tenha “pouca adesão”

Por a 31 de Julho de 2019 as 16:40

A AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal prevê que a greve dos trabalhadores da hotelaria e restauração, agendada para esta quinta-feira, 1 de agosto, tenha “pouca adesão” no Algarve.

“A AHRESP considera que a adesão dos trabalhadores dos seus associados será baixa e recorda ter assinado Contratos Coletivos de Trabalho para o Alojamento Turístico e para a Restauração e Bebidas com as estruturas sindicais da CGTP e da UGT”, refere a associação, em comunicado.

De acordo com a AHRESP, o pré-aviso de greve para esta quinta-feira foi emitido pelo STIHTRSA – Sindicato dos Trabalhadores da Indústria de Hotelaria, Turismo, Restaurantes e Similares do Algarve e visa “reivindicar aumentos salariais, questões relativas a pagamento de feriados e folgas, bem como horários de trabalho, entre outros”.

No entanto, a AHRESP entende que “não será expectável grande adesão a esta greve” por parte dos trabalhadores dos seus associados, já que, os Contratos Coletivos de Trabalho quer para o Alojamento Turístico, quer para a Restauração e Bebidas, foram “recentemente acordados”, bem como “revistos e atualizados ao nível salarial”, o que ocorreu já em 2019.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *