TAP fica perto dos oito milhões de passageiros no primeiro semestre

Por a 26 de Julho de 2019 as 11:16

Nos seis primeiros meses de 2019, a TAP transportou 7,9 milhões de passageiros, total que traduz um crescimento de 4,8% face ao primeiro semestre do ano passado, segundo nota informativa da companhia aérea de bandeira nacional.

De acordo com a TAP, “a companhia conseguiu registar aumentos de passageiros em todos os setores de rede que opera (exceto o Atlântico Sul e Central)”, com destaque para a América do Norte, que apresentou um aumento de 9,6% no total de passageiros, chegando aos 428 mil, e para África, onde a TAP cresceu 8,5%, chegando aos 586 mil passageiros transportados.

Já no Brasil, a companhia observou um “abrandamento ligeiro”, com uma descida de 2% no total de passageiros, ainda que, nos últimos meses, já existam “sinais de uma recuperação”, como foi o caso de junho, em que “a TAP transportou nas rotas do Brasil mais 3,4 por cento que no mesmo mês de 2018”.

Na Europa, e à exceção das rotas portuguesas, a TAP “teve o maior crescimento absoluto”, atingindo os 4,8 milhões de passageiros, 227 mil a mais que no primeiro semestre de 2018, o que representa uma subida de 4,9%.

Já nas rotas em Portugal, a TAP cresceu 1,8% nos voos realizados em território continental, enquanto nos Açores e Madeira “a companhia aérea nacional registou um aumento de 4,9 por cento, alcançando os 633 mil passageiros no conjunto das rotas de e para as Regiões Autónomas”.

Na mesma informação, a TAP destaca ainda os voos da Ponte Aérea Lisboa-Porto, que registou um crescimento de 5,8%, somando um total de 400 mil passageiros ao longo dos primeiros seis meses de 2019.

De acordo com a TAP, “o primeiro semestre tem sempre registos inferiores aos do segundo semestre”, pelo que a companhia se mostra confiante quanto aos resultados de 2019, até porque os novos destinos para os EUA, assim como boa dos novos voos para a Europa e África só arrancaram em junho ou já neste segundo semestre.

Em setembro, a TAP vai ainda inaugurar voos entre o Porto, Munique e Lyon, bem como entre Lisboa e Banjul, esperando que “o efeito das novas rotas, aliado ao tradicional maior tráfego do segundo semestre”, permitam afirmar que “em 2019 a TAP vai superar todos os recordes no número de passageiros transportados”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *