Incêndios já provocaram cancelamentos na região Centro

Por a 26 de Julho de 2019 as 11:31
BRENDAIT

O presidente da Turismo Centro de Portugal (TCP), Pedro Machado, revelou à Renascença que alguns alojamentos da região viram reservas canceladas devido aos incêndios que esta semana atingiram os distritos de Castelo Branco e Santarém.

“Temos alguns relatos de cancelamentos na Sertã, Proença-a-Nova e Vila de Rei. Felizmente nenhum destes estabelecimentos hoteleiros foi atingido, nem do ponto de vista da estrutura, nem do ponto de vista dos meios que lhes estão associados”, avançou Pedro Machado.

De acordo com o responsável, os cancelamentos devem-se “essencialmente à perceção da segurança”, o que, teme o presidente da TCP, pode prejudicar a taxa de crescimento que o turismo da região tem conseguido registar, apesar do trágico ano de 2017.

“É importante que tenhamos todos consciência de que os efeitos nocivos de 2017 ainda não estão ultrapassados, a paisagem ainda não está recuperada”, acrescentou, defendendo que, apesar disso, o número de visitantes na região não foi afetado.

“O Centro de Portugal tem vindo a registar, sobretudo desde 2012/2013, um crescimento médio anual na ordem dos 7,7%, o que significa que os nossos produtos turísticos – a natureza, o turismo ativo, o património, a cultura, a gastronomia, a saúde e bem-estar – estão cada vez mais nas preferências dos portugueses mas, em particular, dos mercados externos”, garantiu.

De acordo com Pedro Machado, a região Centro tem vindo a receber cada vez mais turistas estrangeiros, com destaque para brasileiros e norte-americanos, defendendo, no entanto, que é necessário “continuar a trabalhar no sentido de mudar a prestação do mercado interno”, algo que está já a ser tratado com o Turismo de Portugal, com vista ao lançamento de campanhas de dinamização deste mercado.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *