Verão: Hotelaria espera ocupação “idêntica” à de 2018

Por a 3 de Julho de 2019 as 15:28

A maioria dos empresários da hotelaria nacionais espera que, este verão, a taxa de ocupação das unidades de alojamento seja idêntica à alcançada no verão de 2018, de acordo com o inquérito realizado pela AHP – Associação da Hotelaria de Portugal sobre as “Perspetivas verão 2019”.

De acordo com a associação, que realizou o estudo de acordo com as reservas já efetuadas na hotelaria nacional para o período de julho a setembro, 54% dos hoteleiros nacionais considera que a taxa de ocupação das unidades vai ser “idêntica” à de 2018, com 57% a considerar que vai ficar acima dos 80%.

“A região Centro é a mais otimista com 43% dos hoteleiros a perspetivar que a TO será melhor, Madeira é a mais pessimista com 47% a considerar que será pior. Para 86% dos inquiridos no Algarve, 75% em Lisboa e 64% nos Açores e 53% no Norte a taxa de ocupação vai ser superior a 80%”, sublinha a associação num comunicado enviado à imprensa.

Melhores são as previsões para o ARR e o RevPAR, que correspondem ao preço médio e à rentabilidade dos quartos, já que, segundo o estudo da AHP, “63% e 58% dos hoteleiros estimam que o ARR e o RevPAR, respetivamente, sejam melhores ou muito melhores do que no verão de 2018”.

A expectativa positiva em relação ao ARR é partilhada pelos hoteleiros de todo o país, com exceção da Madeira, enquanto os Açores (86%), Alentejo (74%) e Norte (73%) são as regiões que esperam melhores resultados.

No RevPAR, é também nos Açores que os empresários se encontram mais otimistas, com 86% dos inquiridos a considerarem que este indicador será melhor do que em igual período do ano anterior, voltando a Madeira a ser o menos otimista, com 42% dos inquiridos a afirmarem que esperam um igual RevPar.

Relativamente à estada média, a opinião voltou a ser semelhante a 2018, já que 83% dos hoteleiros nacionais estima que será igual à do ano anterior, com a AHP a revelar que, “do total dos inquiridos, 50% espera uma estada média entre 1 a 3 dias e 39% entre 3 a 5 dias”.

“As estadas de 1 a 3 dias predominam no Centro (67%); Norte e Alentejo (65%); Açores (57%); e Lisboa (50%), enquanto 49% dos hoteleiros do Algarve perspetiva que a estada será de 3 a 5 dias. A maior duração das estadas – 5 a 10 dias – é esperada na Madeira (63%)”, acrescenta a AHP.

Quanto a mercados, “os hoteleiros apontam os mercados interno e espanhol (16%); e francês (14%) como sendo os principais para a época estival”, refere a AHP, que destaca a “melhor performance do mercado americano e francês, para 51% e 43% dos hoteleiros, e a pior performance do Reino Unido, para 50% dos inquiridos”.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *