Turismo sem barreiras em discussão na Universidade Portucalense

Por a 27 de Junho de 2019 as 9:49

A Universidade Portucalense, no Porto, vai acolher, na próxima sexta-feira, dia 28 de junho, entre as 14H00 e as 18H00, o seminário “Território(s), Património(s) e Turismo Acessíveis. O evento conta com a participação de vários especialistas nacionais como as Associações Acesso Cultura e Salvador; a Accessible Portugal–Tur4all, bem como, a diretora de Serviços dos Bens Culturais da Direção Geral da Cultura do Norte, a Vereadora da Câmara Municipal de Viana do e o Presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

A Universidade Portucalense (UPT) tem vindo a desenvolver um projeto de investigação para avaliar os impactos do turismo religioso e do turismo acessível nos Caminhos de Santiago, o qual visa implementar em Portugal um Turismo sem Barreiras.

“Considerando que a relação entre o turismo e a religião reside na grande quantidade de edifícios sagrados de interesse turístico, este projeto visa destacar os problemas de acessibilidade física quer do património cultural, quer dos albergues e, ainda, entre outros, do próprio caminho, mas, sobretudo a acessibilidade informativa, comunicacional e virtual”, refere a organização em comunicado.

O Centro de Investigação REMIT, responsável pelo projeto, defende que é fundamental definir soluções no sentido de melhorar o turismo inclusivo, para que a acessibilidade aos mais diversos níveis se torne uma realidade.

“Este projeto visa impulsionar um turismo sem barreiras e acessível a todos aqueles que possam apresentar temporariamente ou permanentemente limitações de mobilidade, de audição, de visão, cognitivas, intelectuais ou psicossociais, pessoas mais velhas ou com deficiência temporária”, acrescenta Fátima Silva, docente da UPT.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *