Cruzeiros da RCI desde Porto Rico são aposta da Melair para o verão de 2020

Por a 12 de Junho de 2019 as 12:11

Os cruzeiros da Royal Caribbean International (RCI) à partida de Porto Rico vão ser uma das principais apostas da Melair para o mercado português no verão de 2020, segundo Francisco Teixeira, diretor-geral da empresa que representa a companhia de cruzeiros em Portugal.

“Nas Caraíbas do Sul, o Freedom of the Seas faz cruzeiros ao longo de todo o ano San Juan/ San Juan, e tem dois itinerários, alternadamente. Para os clientes que já fizeram as Caraíbas Ocidentais, como o México, Jamaica ou Haiti, esta pode ser uma boa alternativa, porque estas ilhas são interessantes”, sublinhou Francisco Teixeira, durante a apresentação das novidades da companhia, esta terça-feira, 11 de junho, a bordo do Independence of the Seas, em Lisboa.

O Freedom of the Seas, navio gémeo do Independence of the Seas e que vai ser sujeito a intervenções de remodelação entre janeiro e fevereiro de 2020, vai realizar dois itinerários de sete noites à partida de San Juan, capital de Porto Rico, de domingo a domingo, e que podem ser combinados com os novos voos da Iberia para o destino.

“Trago aqui este itinerário porque, entretanto, a Iberia aumentou, há pouco tempo, as ligações aéreas entre Madrid e Porto Rico e, neste momento, existe uma ligação com ida na sexta-feira e regresso no domingo, o que permite ficar duas noites e um dia inteiro em Porto Rico, porque o cruzeiro é de domingo a domingo”, acrescentou Francisco Teixeira, revelando que a expectativa da Melair para esta aposta “é boa”, ainda que implique um maior trabalho de divulgação do destino.

“A expectativa é boa, já estamos a fazer algum trabalho ao nível de grupos de incentivo, nós próprios estamos a promover esse destino. Já fiz um daqueles dois itinerários e as ilhas são muito mais ricas, são maiores, têm mais oferta e é uma boa opção, o problema é que não está muito no ouvido do consumidor, nem do agente de viagens e o nosso primeiro trabalho é esse”, sublinhou o responsável.

Para Francisco Teixeira, os itinerários à partida de Porto Rico têm algumas vantagens face aos que têm partida de Miami, já que “os cruzeiros que à partida de Miami, têm três ou quatro escalas e dois ou três dias de navegação, enquanto no cruzeiro de Porto Rico não há um dia de navegação”.

Quanto a preços, nos cruzeiros de Porto Rico “o preço médio tem a possibilidade de ser mais razoável”, revelou o responsável, explicando que, por não se tratar de território americano, a procura não é tão antecipada, o que pode ajudar a que os preços sejam mais baixos.

“Em termos de preço médio, diria que está muito dependente da oferta e procura, mas como não estamos em território americano, a procura não é tão antecipada e, portanto, em termos teóricos, o preço médio tem a possibilidade de ser mais razoável”, referiu.

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *