Boeing 737 Max podem voltar a voar em agosto

Por a 30 de Maio de 2019 as 10:37

O CEO da Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), Alexandre de Juniac, avançou esta quarta-feira, 29 de maio, que a suspensão de voos nos aparelhos Boeing 737 Max se deve manter até agosto, revelando que, até lá, a associação pretende realizar uma cimeira para reunir pilotos, reguladores e outros membros da aviação civil.

“Não esperamos nada antes de um espaço entre 10 a 12 semanas para os voos com este modelo regressarem à normalidade. Mas isso não está nas nossas mãos, mas nas mãos dos reguladores”, disse Alexandre de Juniac à Reuters, citado pelo Expresso.

Além dos problemas com o Boeing 737 Max, a cimeira que a IATA quer promover pretende apontar também algumas medidas para evitar que acidentes como os que foram registados com este modelo de avião se repitam.

O Expresso recorda que, ainda antes das declarações de Alexandre de Juniac, também Dan Elwell, diretor da Administração Federal da Aviação dos EUA, tinha revelado que o retorno dos voos nos Boeing 737 Max estaria para breve, apontando o mês de junho para o regresso dos voos nos EUA.

Os voos a bordo de aviões Boeing 737 Max foram suspensos em março, depois da queda de um aparelho da Ethiopian Airlines sem razão aparente,  que vitimou todos os 157 ocupantes.  Já em final de 2018 se tinha registado outro acidente com um avião do mesmo modelo, da Lion Air, que causou 189 vítimas mortais.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *