TER é “turismo do futuro”, defende governante

Por a 29 de Maio de 2019 as 15:07

O secretário de Estado para a Valorização do Interior, João Paulo Catarino, defendeu esta quarta-feira, 29 de maio, que o Turismo em Espaço Rural (TER) é o “turismo do futuro”, ainda que reconheça que existe um caminho para percorrer, o que deve ser feito de forma inteligente.

“Eu diria que é o turismo do futuro. Agora, claro que há um caminho que temos que continuar e temos que fazê-lo de forma inteligente”, defendeu o governante em declarações à Lusa, à margem do VI Congresso Europeu de Turismo Rural (COETUR), que termina esta quinta-feira, 30 de maio, no concelho do Sabugal, distrito da Guarda.

João Paulo Catarino defende que o turismo rural tem ainda a vantagem de contribuir para a fixação de jovens nos territórios de baixa densidade, desde que eles se possam “realizar pessoalmente e profissionalmente”.

“As pessoas só se fixam ao território se puderem cá realizar um projeto de vida. E por isso é que é importante, porque o turismo traz emprego, traz retorno económico e eu julgo que há hoje muitos jovens que gostam desta área, é uma área muito apelativa e eu acho que eles podem, com os seus próprios projetos, obviamente acrescentar valor, fixarem-se, e trazerem turistas e trazerem pessoas ao território”, afirmou.

O secretário de Estado para a Valorização do Interior lembrou o programa criado pelo executivo para a valorização turística do Interior, defendendo que “o governo está muito apostado na qualificação do território, dos agentes que estão no território”.

“Por isso é que alocámos mais de 70 milhões de euros exclusivamente para o Interior e para este fim específico”, acrescentou, considerando, no entanto, que o trabalho não está concluído, já que este tipo de turismo precisa de ser construído em rede, estratégia na qual Portugal e Espanha têm uma “ótima oportunidade de consolidar um trabalho” com vários anos, em torno do património histórico, áreas classificadas e gastronomia.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *