CIM Coimbra quer continuar a “colaborar de forma próxima” com a TCP

Por a 29 de Maio de 2019 as 10:32

A nova direção da Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Coimbra esteve esta terça-feira, 28 de maio, reunida com a Turismo Centro de Portugal (TCP), num encontro que serviu para apresentar cumprimentos e acertar agulhas na estratégia comum de turismo, já que, segundo José Carlos Alexandrino, novo presidente da CIM Coimbra, o organismo pretende “continuar a colaborar de forma próxima com a Turismo Centro de Portugal”.

Além do presidente, José Carlos Alexandrino, que é também autarca de Oliveira do Hospital, a delegação da CIM foi também composta pelos dois vice-presidentes, José Brito e Carlos Monteiro, e pelo secretário executivo, Jorge de Brito, tendo sido recebida por Pedro Machado, presidente do TCP, bem como por vários elementos das chefias e também a diretora executiva da Agência Regional de Promoção Turística Centro de Portugal.

Tal como José Carlos Alexandrino, também Jorge de Brito sublinhou que a CIM Coimbra quer “continuar a trabalhar em parceria, em diferentes projetos, como até aqui”, tendo congratulado a TCP pelo “sucesso alcançado e o trabalho desenvolvido, em particular pelo seu presidente Pedro Machado”.

Já Carlos Monteiro, que é também autarca da Figueira da Foz, manifestou vontade de trabalhar em conjunto com a TCP, dada “a importância da atividade turística para o concelho da Figueira da Foz e para a Região de Coimbra”.

O presidente do TCP, que deu as boas-vindas à nova equipa da CIM de Coimbra, aproveitou a ocasião para manifestar “toda a vontade e disponibilidade da TCP” em reforçar o trabalho desenvolvido com a CIM Coimbra, apontando “o processo de descentralização de competências”, “a negociação do Programa Nacional de Investimentos 2030”, “a continuidade do projeto dos Produtos Turísticos Integrados (PTI)”, “a captação de eventos para a região” e “o trabalho de parceria na qualificação de serviços na área do turismo” como os temas mais urgentes para serem tratados entre as duas instituições.

“Agilizando uma estratégia comum, poderá resultar de forma positiva para ambas as entidades. Esta é uma agenda que deverá marcar a relação entre ambas, no curto e médio prazo”, considerou Pedro Machado.

Pedro Machado teve ainda oportunidade de abordar a temática da promoção interna e externa e os diferentes produtos turísticos da região, destacando a importância crescente do turismo de negócios e conferências e do turismo de natureza para a internacionalização da Região de Coimbra.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *