EUA suspendem todos os voos para a Venezuela por razões de segurança

Por a 16 de Maio de 2019 as 15:30

O governo dos EUA decidiu suspender esta quarta-feira, 15 de maio, todos os voos para a Venezuela, justificando a decisão com questões de segurança, que põem em causa passageiros, aviões e tripulações.

“As condições na Venezuela ameaçam a segurança de passageiros, aeronaves e tripulações que viajam para ou a partir daquele país”, defendem os departamentos de Estado e de Segurança Interna dos EUA.

Nos EUA, o governo pode adotar medidas que suspendam o direito das companhias aéreas, incluindo estrangeiras, de prestar serviços comerciais entre EUA e outros países por motivos de segurança.

O departamento de Estado dos EUA invoca também a atual crise económica e política na Venezuela e aponta “o risco de ações do regime de Maduro contra americanos e interesses dos EUA na Venezuela”, motivo pelo qual a suspensão afeta voos comerciais e de carga.

Quem já reagiu à decisão dos EUA foi o presidente venezuelano, Nicolás Maduro, para quem a suspensão dos voos foi decidida “por ódio, por vingança, por despeito, e prejudica o cidadão comum”.

A decisão norte-americana surge depois da American Airlines, a maior companhia aérea do mundo, ter decidido suspender, no final de março, as ligações à Venezuela por tempo indeterminado, decisão que havia sido tomada pela United Airlines, Delta Air Lines e pela colombiana Avianca ainda em 2017.

Em abril, o departamento de Estado dos EUA já tinha elevado o nível de alerta para as deslocações à Venezuela para o máximo, alertando os cidadãos norte-americanos para a “criminalidade, distúrbios, serviços de saúde deficientes, sequestros e prisões arbitrárias” na Venezuela.

A partir de 1 de maio, a Administração Federal de Aviação (FAA), que regula a aviação civil nos EUA, passou também a notificar operadores e pilotos de aviões certificados pelos EUA para não sobrevoarem a Venezuela a menos de 26 mil pés (7.900 metros), também por razões de segurança.

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *