Aeroporto de Lisboa é o pior do mundo, aponta ranking da AirHelp

Por a 9 de Maio de 2019 as 17:14
Novo aeroporto

O Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, ficou colocado na última posição, entre 132 infraestruturas aeroportuárias analisadas em todo o mundo, no AirHelp Score, o ranking anual da AirHelp que classifica as melhores companhias aéreas e aeroportos do mundo.

De acordo com o ranking da AirHelp, o aeroporto lisboeta obteve uma classificação total de 5,77 pontos, tendo a alimentação e lojas sido o parâmetro com a pontuação mais elevada, ao recolher 7,4 pontos, seguindo-se a qualidade do serviço, com 7,3 pontos, enquanto a pontualidade mereceu a avaliação mais baixa, com 4,7 pontos.

No mesmo ranking está ainda incluído o Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, que ficou colocado na 125.ª posição, com um total de 6,46, com destaque para a qualidade do serviço, pontos, e a pontualidade, que recolheu 5,6 valores.

Quanto aos melhores aeroportos, o primeiro lugar foi entregue ao Aeroporto Internacional de Hamad, no Qatar, que repetiu a posição do ano passado, seguindo-se o Aeroporto Internacional de Tóquio, no Japão; o Aeroporto Internacional de Atenas, na Grécia; o Aeroporto Internacional Afonso Pena, no Brasil; e o Aeroporto Gdańsk-Lech Wałęsa, na Polónia.

No Top5 dos piores aeroportos do mundo, além de Lisboa, estão ainda o Aeroporto Internacional de Malta, que ocupa a 128.ª posição, seguindo-se o Aeroporto Internacional Henri Coandă, na Roménia; o Aeroporto de Eindhoven, na Holanda; e o Aeroporto Internacional do Kuwait.

“É evidente que os aeroportos portugueses presentes no ranking precisam de melhorar significativamente no que diz respeito à pontualidade. Embora tenham uma boa pontuação em qualidade de serviço e alimentação e lojas, apresentam uma elevada taxa de atrasos”, refere Henrik Zillmer, CEO da AirHelp.

Além dos dois aeroportos nacionais, o AirHelp Score contempla também a TAP, que ficou na 61.ª posição entre um total de 72 companhias aéreas analisadas, recolhendo uma pontuação total de 6,04, quando a classificação atribuída à melhor companhia aérea chegou aos 8,23 pontos.

“A transportadora portuguesa apresenta uma pontuação de 7,7 em qualidade de serviço, 5,3 em tratamento de reclamações e 5,2 em pontualidade (o que significa que 52% dos voos chegam no horário estipulado)”, refere a AirHelp em comunicado.

A Qatar Airways foi a companhia aérea que melhor pontuação obteve, num total de 8,23 pontos, posição que a companhia repete face ao ano passado, com destaque para parâmetros como a “consistência no tratamento de reclamações e pontualidade elevada”. A American Airlines, Aeromexico, Scandinavian Airlines e Qantas ocupam, respetivamente, as restantes posições do Top5.

No extremo oposto, a Thomas Cook Airlines foi considerada a pior companhia aérea entre as 72 analisadas, seguindo-se a easyJet, a Kuwait Airways, a Korean Air e a Ryanair, que ocupam os outros piores quatro lugares, respetivamente.

Para criar este ranking, a AirHelp usou fontes privilegiadas, incluindo a sua base de dados de estatísticas de voo, uma das maiores e mais abrangentes do mundo, dezenas de milhares de opiniões de clientes e a experiência adquirida ao ajudar 10 milhões de passageiros em todo o mundo a submeterem pedidos de compensação após perturbações em voos.

 

 

 

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *