BTL 2019 com balanço “bastante satisfatório”

Por a 20 de Março de 2019 as 17:36

Mais de 70 mil visitantes estiveram presentes na BTL – Bolsa de Turismo de Lisboa, que aconteceu de 13 a 17 de março, na FIL.

Destes visitantes, 34 389 foram profissionais e 35 933 foram público final. Apesar de serem números ligeiramente inferiores aos verificados na edição de 2018, a organização destaca que a qualidade dos mesmos foi superior.

Dália Palma, gestora da BTL, realçou, num encontro com a imprensa, que o balanço da edição deste ano é “bastante satisfatório, quer a nível de satisfação dos expositores que participaram, quer a nível dos negócios efectivados na BTL”.

Também Fátima Vila Maior, directora de feiras da FIL, destaca a qualidade da presença dos expositores, que apresentaram melhorias nos seus stands e iniciativas.

Pedro Braga, administrador da FIL, frisou que nesta 31ª edição da BTL mantiveram a atribuição de convites aos expositores, número que dependia da sua área expositiva, mas que estes estavam sujeitos a aprovação por parte da própria organização, o que permitiu permear e atribuir convites unicamente a profissionais, elevando assim a qualidade dos mesmos. O acesso à feira podia ser feito também mediante a aquisição de bilhete através da bilheteira online, com 21% dos visitantes profissionais a fazerem-no online e 12% na bilheteira física, segundo um inquérito realizado pela organização durante a feira.

O responsável salientou que a BTL registou ainda um aumento de 34% em 2018 para 54%, este ano, no número de visitantes pagantes. Das conclusões do inquérito, destaca-se ainda que 64% dos profissionais deslocaram-se à BTL com o intuito de realizar negócio e 59,3% identificaram oportunidades de negócio para realizar nos próximos meses. 18,8% dos inquiridos estavam a visitar a BTL pela primeira vez.

No que diz respeito aos dias de público final, a organização conclui, com base também no inquérito, que 59% diz que veio à BTL adquirir férias e 17% constatou que comprou as suas férias no certame.

Para o próximo ano, entre os vários objectivos a delinear, está uma maior aposta no Enoturismo, mas também em desenvolver novos nichos, como o turismo de juventude e o turismo LGBT, apostar nos investidos na edição deste ano, como o Turismo Cultural que esteve em destaque na BTL Cultural.

“Queremos desafiar mais os países e os agentes de viagem. Vamos apostar as nossas baterias para que para o ano estejam cá mais países e com uma presença diferente”, revela Fátima Vila-Maior, realçando que se pretende promover cada vez mais as experiências a viver na feira.

Iniciativas como o BTL Lab ou o Tourism Innovation Center são iniciativas a manter nas edições futuras.

A edição de 2020 da BTL-Bolsa de Turismo de Lisboa vai acontecer de 11 a 15 de março.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *