“Gostaria de duplicar o número de turistas portugueses”

Por a 12 de Março de 2019 as 18:44
Alexis Tam (secretário para os Assuntos Sociais e de Cultura e Turismo de Macau) e Maria Helena de Senna Fernandes (directora da Direcção dos Serviços de Turismo de Macau)

2019 é um “ano marcante” para as relações entre Portugal e Macau, pois celebra-se o 20º aniversário do estabelecimento da Região Administrativa Especial de Macau e do 40º aniversário das relações diplomáticas entre Portugal e a China.

Estas duas efemérides servem de mote a uma promoção mais intensificada do destino junto dos turistas portugueses ao longo deste ano. Uma primeira iniciativa decorre já esta terça-feira, no Terreiro do Paço em Lisboa. A partir das 20h00, tem início um espectáculo de vídeo mapping alusivo a Macau, que vai decorrer até dia 16 de março, três vezes por dia, concretamente às 20h00, 21h00 e 22h00.

A par da participação de Macau como Destino Internacional da BTL, que começa esta quarta-feira, na capital portuguesa, também vai ser promovida uma exposição do destino na cidade do Porto, que vai estar em vigor até ao final de abril.

Alexis Tam, secretário para os Assuntos Sociais e de Cultura de Macau, referiu, num encontro com a imprensa, que “ainda temos muito para fazer” para elevar o número de turistas portugueses em Macau, que ronda os 15 mil, mas também dos turistas de outros destinos europeus.

Dos 35,8 milhões de turistas que Macau recebeu, 90% é proveniente da China, Hong Kong e Taiwan, sendo os restantes 10% de outros mercados, como a Coreia do Sul, Japão, Tailândia e EUA. Da Europa, o número de turistas ainda é residual, o que leva o responsável a afirmar que “queremos promover Macau, levar mais turistas da Europa” ao destino, que acabam por ser também aqueles que prolongam mais a sua estadia. No que diz respeito ao mercado português em concreto, o objectivo passa por duplicar o número de turistas em visita a Macau.

Futuro

Depois de receber 35,8 milhões de turistas, Alexis Tam vê o futuro turístico de Macau com bons olhos: “Não temos receio do futuro, para nós o futuro é brilhante”. O responsável salienta que a nova ponte que liga Hong Kong – Macau – Zhuhai já tem contribuído para o aumento de turistas e visitantes no destino, exemplificando que na semana de celebração do novo Ano Chinês, Macau recebeu 1,2 milhões de turistas. “Há um grande potencial para o desenvolvimento futuro de Macau”, sustenta.

De 1999 a 2018, Macau cresceu 54% na sua população, tendo passado 430 mil para os 650 mil residentes. Contudo, este crescimento passou também pelo número de turistas, que subiu 211%, de 11,5 milhões para 35,8 milhões, mas também da oferta de hotéis, que passou de 73 para 120 unidades, aumentando por consequência o número de quartos de 10 mil para 40 mil.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *