São Tomé e Moçambique no arranque do Revive Internacional

Por a 4 de Março de 2019 as 11:11

Os governos de São Tomé e Moçambique decidiram replicar o programa Revive, que foi lançado em 2016 para recuperar património histórico devoluto, tendo já sido identificados alguns edifícios para concessão a privados, avança o Dinheiro Vivo.

A decisão terá sido tomada depois das visitas técnicas já realizadas a ambos os países para identificação de património e que a Secretaria de Estado do Turismo confirma, revelando que a versão internacional do programa “está neste momento em fase de construção”.

“O programa Revive Internacional está neste momento em fase de construção, estando a ser identificado o património que pode integrar o programa em Marrocos, São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique”, avançou o gabinete da secretária de Estado do Turismo, ao Dinheiro Vivo.

Tal como acontece em Portugal, o Revive Internacional vai focar-se em imóveis públicos que possam ser reabilitados e colocados ao serviço do Turismo, contando com o apoio do governo português e do Turismo de Portugal, que se constituem como consultores técnicos.

Em Portugal, dos 33 imóveis que foram identificados na primeira edição do programa, 16 já têm concursos lançados e sete estão concluídos e adjudicados.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *