Acionistas da Embraer aprovam venda da divisão de aviação comercial à Boeing

Por a 26 de Fevereiro de 2019 as 15:45

A venda de 80% da divisão de aviação comercial da Embraer, fabricante aeronáutico brasileiro, à Boeing foi aprovada esta terça-feira, 26 de fevereiro, em assembleia de acionistas, avança o jornal brasileiro Globo.

A assembleia em que foi decidido o futuro da divisão de aviação comercial da Embraer contou com a participação de detentores de cerca de 67% das ações da empresa, tendo 96,8% votado a favor da venda ao gigante norte-americano Boeing.

Além da venda de 80% da divisão de aviação comercial, o negócio inclui também a formação de uma joint-venture para promoção e venda do cargueiro KC-390, ficando a Embraer com 51% das ações da parceria e a Boeing com o restante.

De acordo com o jornal brasileiro, o negócio avalia a divisão de aviação comercial da Embraer em 5,26 mil milhões de dólares e contempla um valor de 4,2 mil milhões de dólares pela participação de 80% da Boeing.

Os negócios de defesa e jatos executivos, assim como as operações de serviços da Embraer associados a esses produtos, vão manter-se como uma empresa independente e de capital aberto.

A assembleia de accionistas da Embraer decorreu debaixo de forte contestação, já que o sindicato de metalúrgicos alegava que o negócio representa uma ameaça aos interesses nacionais, enquanto a Associação Brasileira de Investidores (Abradin) defendia que a transação deveria ter motivado uma oferta pública a todos os acionistas da Embraer, o que levou mesmo a intervenção judicial.

 

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *