“O foco das agências de viagens tem de deixar de ser o preço”

Por a 2 de Fevereiro de 2019 as 20:45

A Bestravel escolheu o tema “Empower the people” para a sua XV convenção anual, que decorreu na Madeira até este domingo. Na origem da escolha deste tema estão “as alterações de mercado que temos vindo a assistir”, explica o administrador da rede, Carlos Baptista, que reforça a importância das pessoas no desenvolvimento da atividade das agências. “Os agentes estão no centro da nossa atividade enquanto Gecontur [grupo que detém a marca] e tudo o que desenvolvemos é para os nossos franchisados”. Nesta convenção, a rede quis trabalhar vários vectores, entre os quais a tecnologia, e o envolvimento das agências numa estratégia global em termos de Gecontur.

A escolha da Madeira para a realização da convenção foi “natural” e no seguimento das parcerias e ações desenvolvidas com a Associação de Promoção da Madeira há já alguns anos. “A Madeira vai continuar a ser um destino preferencial para a rede”, garante Carlos Baptista.

Este ano, a rede decidiu introduzir uma novidade na sua convenção e abriu o evento com dois painéis de debate sobre os temas “Outras Realidades da Distribuição”, com a intervenção de António Loureiro, country general manager, Portugal, Espanha, Angola, Moçambique e Cabo Verde da Travelport, João Santos, CEO, da Bubble Surprise e Roberto Santa Clara, executive director da Associação de Promoção da Madeira; e “O Futuro da Aviação” que contou com a participação de Cláudio Santos, diretor da Amadeus IT Group Portugal, João Trigo, senior, account manager da Lufthansa Group e Rui Colmonero, advogado da APAVT.

O objetivo destes painéis foi começar a convenção com uma reflexão sobre o setor, tendo em conta “a mudança de paradigma que está a ocorrer na distribuição”.

“O foco das agências de viagens tem de deixar de ser o preço, porque já não há diferenciação de valores entre as agências e as plataformas online”, defende Carlos Baptista. “O comportamento futuro da rede vai no sentido de focar a atividade no serviço e na atenção ao cliente”.

A tecnologia é, para Carlos Baptista, o grande desafio e, simultaneamente, a grande aposta da Bestravel para 2019. “Vamos desenvolver a tecnologia necessária para que os agentes de viagens tenham a capacidade de resposta ao cliente”. Com isso, a rede espera “virar o barómetro do preço para o serviço”.

Uma das ferramentas para conseguir este objetivo é a Academia Bestravel, uma plataforma de elearning em que a rede quer apostar cada vez mais. Mas não é a única. A Bestravel quer estar “na crista da onda” e por isso está atenta ao que acontece no mercado, de modo a integrar novas soluções que permitam “não perder o barco e perceber para onde está a ir o setor”. Exemplo disso é o recém contrato assinado pelo grupo Grupo Newtour (que detém a marca Bestravel) e as companhias aéreas do Lufthansa Group, conectando o segmento de negócio de Transporte Aéreo ao Direct NDC API do Lufthansa Group.

“Não se trata de uma substituição de parcerias, mas de uma aglomeração de parcerias com quem está a fazer diferente e poder trazer valor para o nosso negócio”, conclui.

O responsável revelou, ainda , que a rede preparar para breve o lançamento de um novo site, “mais ao encontro do que  o cliente final procura”.

A XV convenção da Bestravel realizou-se no Hotel Savoy Saccharum Resort & Spa, na Madeira, contando com 215 participantes, a presença de 50 agências (48 franchisadas Bestravel e 2 GPA) e, ainda, 41 parceiros.

A abertura do evento teve a presença de Paula Cabaço, Secretária Regional do Turismo e Cultura da Madeira, e Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *