Programa REVIVE gera curiosidade entre investidores internacionais

Por a 22 de Janeiro de 2019 as 12:28

O programa REVIVE esteve em destaque no painel “Planos e Incentivos para Investimento em Turismo”, na XXII Conferência Iberoamericana de Ministros e Empresários de Turismo – CIMET, onde a secretária de Estado do Turismo esteve presente esta terça-feira, em Madrid.

Ana Mendes Godinho sublinhou, em declarações ao Publituris, que esta oportunidade de investimento em Portugal “gerou bastante interesse por parte dos investidores”, seja por ser um projecto concreto de investimento, seja por “ser um projecto simbólico de poder, através da recuperação de património, criar oportunidades de investimento em espaços únicos que muitas vezes os investidores não têm conhecimento”. A governante salientou pelas “regras claras” dos concursos e por estes serem uma “possibilidade de aproveitamento de espaços históricos em hotéis” despertou a curiosidade dos investidores ibero-americanos. “Cada vez mais as pessoas e os investidores procuram espaços únicos para converterem em hotéis e, além disso, como o próprio programa define para cada concurso as regras de intervenção no espaço, isto gera confiança nos investidores sobre aquilo que podem desenvolver em cada um dos imóveis”.

Recorde-se que o REVIVE é um programa conjunto dos ministérios da Economia, Cultura e Finanças com a colaboração das autarquias locais. Com este programa, o Governo pretende valorizar e recuperar o património sem uso, reforçar a atratividade dos destinos regionais e o desenvolvimento de várias regiões do país.
O CIMET contou com a participação dos responsáveis da pasta do Turismo do Chile, Colômbia, Costa Rica, Cuba, Equador, El Salvador, Guatemala, Honduras, México, Nicarágua, Paraguai, Peru, República Dominicana e Venezuela.

Portugal-Espanha

A promoção conjunta de Portugal e Espanha é também um dos objectivos da visita oficial da secretária de Estado do Turismo a Madrid. Além do lançamento da Tur4all, que passa a ter dimensão ibérica, reunindo assim os recursos turísticos acessíveis para todos em Espanha e Portugal numa só plataforma, Ana Mendes Godinho reuniu com a sua homóloga espanhola, Isabel María Oliver, para reactivarem a comissão mista de Portugal-Espanha, que não reúne desde 2009. Algo que vai suceder num encontro marcado para o mês de junho. “Vamos reactivá-la e temos aqui identificado o plano de acção, nomeadamente, em termos de promoção conjunta com acções concretas de promoção conjunta”, que visam os mercados mais longínquos como China, Índia, EUA, e Brasil. A mesma acrescenta ainda que “estamos a identificar as ações e estamos a desenvolver algumas. Aliás, em 2018, desenvolvemos algumas ações conjuntas quer presstrips, quer famtrips em torno de alguns produtos, nomeadamente de enoturismo e de rotas culturais. Assumimos que vamos, em torno dos Caminhos de Santiago, iniciar também este programa de ações conjuntas”.

A SET vai ainda participar na FITUR, que começa esta quarta-feira, dia 23, em Madrid, cuja presença portuguesa está assegurada pelas sete regiões de Portugal e tem a participação de 100 empresas portuguesas.  O mercado espanhol em Portugal tem mantido o sua capacidade de crescimento, “nomeadamente, os últimos números de Novembro apontam para um crescimento de receita turística espanhola de 22%. No acumulado do ano de 2018, tivemos um crescimento de 13% dos passageiros desembarcados de Espanha”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *