Portugal prepara campanha para minimizar impacto do Brexit

Por a 16 de Janeiro de 2019 as 12:40

O Governo está a preparar uma campanha de promoção turística dirigida ao mercado britânico, com o objectivo de minimizar o impacto do Brexit, revelou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

De acordo com declarações da governante, que falou à Lusa na terça-feira, 15 de Janeiro, durante uma visita a Monchique, no Algarve, “está a ser desenvolvido e preparado um projecto para ser apresentado no Reino Unido, para ser implementada uma campanha, muito brevemente, para procurar minimizar o impacto que os vários cenários do ‘Brexit’ possam ter em Portugal”.

Ana Mendes Godinho diz que o Governo tem estado a analisar os vários cenários possíveis e tem vindo a realizar “um trabalho que tem sido desenvolvido com operadores e companhias aéreas, no sentido de garantir a competitividade do destino Portugal”.

“Além disso, temos passado a mensagem de que Portugal é um país que continuará a tratar sempre os turistas britânicos como sempre tratou até agora. Desde logo, em termos de circulação de pessoas para criar menos problemas e constrangimentos possíveis”, acrescentou.

A secretária de Estado do Turismo referiu também que o Governo tem vindo a acompanhar de perto a evolução dos dados turísticos do mercado britânico, num trabalho conjunto com as associações do sector.

“É um trabalho que estamos a fazer em conjunto e temos previstas algumas ações de informações dos próprios empresários turísticos com operadores do Reino Unido para, em conjunto, fazer com que o impacto seja o menor possível”, avançou ainda Ana Mendes Godinho, sublinhando que, com base nos números de Dezembro, “tem havido um crescimento do mercado britânico”.

“Temos de estar muito vigilantes e a acompanhar permanentemente a situação, porque é o nosso principal mercado emissor, quer em termos de hospedes quer em dormidas”, concluiu.

Recorde-se que a saída do Reino Unido da União Europeia está marcada para o próximo mês de Março e poderá ter um forte impacto no Turismo, até porque o acordo para uma saída controlada foi chumbado esta terça-feira, 15 de Janeiro, pelo parlamento britânico, pelo que as hipóteses de vir a existir um ‘hard-Brexit’ são cada vez maiores.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *