Aldeias do Xisto debatem futuro em seminário

Por a 16 de Janeiro de 2019 as 12:01

As Aldeias do Xisto promovem esta sexta-feira, 18 de Janeiro, no Museu de Arte Popular, em Lisboa, um seminário dedicado ao tema “Visões para o futuro das Aldeias do Xisto”, que vai reunir personalidades nacionais e internacionais, numa reflexão sobre o futuro do território.

“Para refletir sobre o percurso já trilhado e as visões para o futuro vão estar personalidades de áreas diversas como o turismo, o design, a geografia, e a economia. Empresários que investem nas Aldeias do Xisto, novos habitantes que mudaram a sua vida, e líderes de projetos que experimentam a partir da realidade daquele território, darão também os seus contributos para a reflexão”, refere um comunicado enviado pelas Aldeias do Xisto à imprensa.

O seminário arranca pelas 09h30, com a recepção dos participantes, e, às 10h00, tem início a sessão de abertura, com a participação Paulo Costa, director do Museu de Arte Popular, Paulo Fernandes, presidente da ADXTUR – Agências para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto, Ana Abrunhosa, presidente da CCDR-Centro, e Paula Araújo da Silva, directora-geral do Património Cultural.

Às 10h40, Rui Simão, director executivo da ADXTUR, faz uma apresentação do seminário e, pelas 10h50, tem início o primeiro painel, dedicado ao “Craft+Design+Identidade”, que vai contar com uma intervenção de João Nunes, designer, professor da Universidade de Aveiro e orientador criativo da trilogia Craft+Design+Identidade, que vai falar sobre o tema “Da visão ao projecto: metodologia, processo e resultados”.

Depois da apresentação de João Nunes, o primeiro painel continua com um debate sobre “O olhar do design sobre os três projectos”, com a participação de Bárbara Coutinho, directora do MUDE, Rita Felipe, designer e docente da FAUL, e Henrique Cayatte, designer e docente da Universidade de Aveiro.

Pelas 11h50, há um coffee-break e o debate é retomado às 12h10, com a apresentação dos “Projectos das aldeias para o mundo”, que vão decorrer até à hora do almoço, que está marcado para as 13h00.

Da parte da tarde, o seminário arranca às 14h30, com as apresentações “5’pitch: 5 minutos, 9 olhares sobre as Aldeias do Xisto”, e, às 15h30, vai estar em debate o tema “Caminhos para a significação dos lugares”, com a participação de Cláudia Albino, arquitecta, designer e docente da Universidade de Aveiro, e de Maria Ana Botelho Neves, designer e investigadora na Bangor University.

Depois das apresentações, o tema “Caminhos para a significação dos lugares” vai dar lugar também a uma mesa redonda, com a participação de Adélia Borges, critica, curadora e historiadora de design e artesanato, Álvaro Domingues, geógrafo e docente na Universidade do Porto, Eduardo Anselmo de Castro, vice-reitor da Universidade de Aveiro para a Cooperação Regional, e ainda de Francisco Providência, designer e docente da Universidade de Aveiro.

O encerramento está agendado para as 17h00 e vai contar com intervenções de Jorge Brandão, vogal da Comissão Directiva do Centro 2020, e Paulo Fernandes, presidente da ADXTUR, estando ainda por confirmar a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

O seminário encerra com uma degustação, da responsabilidade do chef Ricardo Silva.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *