Turismo de Portugal apoia revitalização de Monchique com 600 mil euros

Por a 15 de Janeiro de 2019 as 19:52

O Turismo de Portugal vai apoiar com 600 mil euros dois projectos que visam a revitalização turística de Monchique depois do incêndio do último Verão, cujo protocolo foi assinado esta terça-feira, 15 de Janeiro, numa sessão que contou com a presença da secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho.

Em comunicado, o Turismo de Portugal revela que os projectos apoiados são o “Revitalizar Monchique – o turismo como catalisador” e o SustenTUR Algarve, o primeiro dos quais num montante de 431.856 euros, enquanto o segundo vai receber um apoio de 204 mil euros.

Promovido pela Associação Turismo do Algarve, a Almargem – Associação de Defesa do Património Cultural e Ambiental do Algarve, e o Município de Monchique, o projecto “Revitalizar Monchique – o turismo como catalisador” visa dotar a região de Monchique e Silves de “condições atractivas para o desenvolvimento da actividade turística através da intervenção em zonas que foram atingidas pelo incêndio que fustigou estes dois concelhos em 2018”.

No âmbito deste projecto, até ao final do ano, vai ser reforçada a rede de percursos pedestres e cicláveis de Monchique, estando também prevista a “implementação de uma plataforma agregadora de experiências inovadoras, culturais e criativas, articuladas com a rede de percursos pedestres”, o desenvolvimento “de programas e pacotes turísticos integrados, a realizar pelos agentes locais” e uma “aposta na capacitação dos profissionais do sector”.

Já o projecto SustenTUR Algarve, promovido pela Entidade Regional de Turismo do Algarve, “visa a promoção da sustentabilidade do património natural e cultural da região, junto dos visitantes e residentes, em estreita parceria com actores públicos e privados, através da realização de um conjunto de acções de capacitação, informação e sensibilização, com o objectivo de fortalecer uma cultura de turismo na região”, lê-se ainda no comunicado divulgado.

Presente na assinatura do protocolo de financiamento esteve a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, para quem estes projectos “demonstram a capacidade de o Turismo ser instrumento de mobilização do território e permitem promover o Algarve como destino de turismo de natureza, de gastronomia, cultural, com capacidade de atrair públicos ao longo de todo o ano”.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *