Assine já
Distribuição

“Continuamos num País em que é bom ser medíocre”

Com dez anos de operação, a Buzz DMC cobre, actualmente, quase todo o território nacional, faltando apenas o Porto. A vizinha Espanha pode fazer parte da expansão. O ano de 2008 foi um ano crucial a nível da economia mundial. O banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers entrava em falência e marcava o início de uma… Continue reading “Continuamos num País em que é bom ser medíocre”

Raquel Relvas Neto
Distribuição

“Continuamos num País em que é bom ser medíocre”

Com dez anos de operação, a Buzz DMC cobre, actualmente, quase todo o território nacional, faltando apenas o Porto. A vizinha Espanha pode fazer parte da expansão. O ano de 2008 foi um ano crucial a nível da economia mundial. O banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers entrava em falência e marcava o início de uma… Continue reading “Continuamos num País em que é bom ser medíocre”

Sobre o autor
Raquel Relvas Neto
Artigos relacionados
Dossier Operadores Turísticos: Verão animador, mas sem euforias
Publituris Exclusivo
DIT Portugal quer rentabilidade para agências
Homepage
By Travel promove autonomia das agências de viagens
Distribuição
TUI com novos planos para Portugal
Distribuição

Com dez anos de operação, a Buzz DMC cobre, actualmente, quase todo o território nacional, faltando apenas o Porto. A vizinha Espanha pode fazer parte da expansão.

O ano de 2008 foi um ano crucial a nível da economia mundial. O banco de investimentos norte-americano Lehman Brothers entrava em falência e marcava o início de uma grande crise financeira que impactou o mundo. 2008 serviu assim de principal prova à Buzz DMC, que se lançava ao mercado nesse preciso ano. Hoje, com uma década, o CEO Rui Calapez está orgulhoso da empresa que desenvolveu, que considera ser uma empresa “engraçada, onde as pessoas gostam de trabalhar”. Mas não só.
Actualmente com 40 funcionários, a Buzz DMC apostou em diversificar o universo do seu negócio, o que é “o segredo do nosso sucesso”. Lazer, M&I e Shorex, cruzeiros, incentivos são alguns dos segmentos em que a empresa trabalha. Esta diversificação estratégica tem “facilitado, ao longo destes anos, os altos e baixos que um segmento ou outro vai tendo”.
Depois dos escritórios de Lisboa e de Faro, a Buzz DMC abriu também na Madeira e nos Açores, no sentido de cobrir o território nacional, potenciando também o ‘cross selling’ entre os quatro escritórios. No futuro, não descura abrir um escritório na Cidade Invicta e também em Espanha, onde já conta com operações em Andaluzia e na Galiza. Mas “o ideal e prioritário é realmente solidificar a operação na Madeira e nos Açores”, sublinha.
Para o próximo ano, as previsões são optimistas. “Este ano, fizemos um trabalho que tenho a certeza absoluta que vamos recolher os frutos, nomeadamente na Alemanha, e a nossa operação está cada vez mais sólida”.

Desafios
Rui Calapez indica que existem vários desafios à operação da actividade de DMC’s (Destination Management Company) em Portugal, que acabam por ser transversais às várias actividades turísticas, mas não só. Quando questionado, o responsável admite que o IVA praticado em Espanha na área de congressos e eventos acaba por impactar a actividade, mas defende que “os problemas são muito mais profundos do que o IVA” e aponta concretamente os impostos que as empresas portuguesas têm com os seus funcionários. “O custo do trabalho e a falta de gente qualificada são os nossos maiores desafios. Estamos, neste momento, a atravessar uma situação em que encontrar gente qualificada é como encontrar uma agulha num palheiro”. E realça que a rentabilidade das empresas começa a ser questionada quando querem pagar mais aos seus funcionários ou atribuir bónus. “Fizemos um estudo para saber quanto é que pagamos e quanto é que as pessoas levam para casa e concluímos que mais de metade não vai para as contas dos colaboradores”, referindo que a grande fatia vai para impostos pagos ao Estado. “Não se motiva ninguém assim. Continuamos num país em que é bom ser medíocre e isso é muito mais grave do que o IVA”, adverte.

Medidas
Quanto às medidas para melhorar a competitividade de Portugal, o CEO da Buzz DMC defende que estas passam muito pela formação, onde acredita que deve haver uma concertação entre o Ministério da Economia e o Ministério da Educação. Acresce ainda a flexibilidade do funcionamento das empresas, onde dá como exemplo o que se verifica no Algarve, onde a sazonalidade ainda é muito acentuada. “Não tenho prazer nenhum em chegar ao final do mês de Outubro e dispensar pessoas. (…) Se a empresa não tem a possibilidade de manter um recurso [humano] durante os meses de Inverno, é justo que esse colaborador não tenha direito ao fundo de desemprego, porque não descontou um ano? Essa flexibilidade permite à empresa fazer alguma poupança e ao colaborador recuperar aquilo que já descontou”.
À semelhança dos vários empresários do Turismo em Portugal, Rui Calapez apela à urgente resolução do novo aeroporto de Lisboa. “Receio que esta hesitação toda relativamente ao aeroporto, que comece a espantar alguns investidores. (…) Não se pode estar tanto tempo à espera de saber se fazemos um novo aeroporto ou não. Tomem decisões, algumas delas têm de ser tomadas com pulso firme. Agora esta indústria que contribui tanto para a economia nacional está presa há anos por uma decisão política. Alguém um dia vai ter de ser responsabilizado por isso, porque com todo este investimento que está a ser feito, seja a nível de restauração, alojamento, as várias agências que vão aparecendo, se eventualmente o paradigma do negócio em Lisboa se inverter completamente na área dos eventos corporativos, na área de lazer, para o puro e duro FIT (‘foreign independent tour’) não vai haver receita alguma para continuar a alimentar o negócio”.
O CEO da Buzz DMC defende que a estratégia de Portugal deve procurar buscar fatias maiores de mercados de proximidade ou que ainda têm mais potencial do que aquele que é actualmente explorado, como o alemão. “Dou o exemplo da Buzz, não trabalhávamos o mercado alemão e de repente estamos a facturar sete dígitos. O mercado alemão tem espaço para crescer e há outros com essa capacidade”, refere, ao identificar o potencial de Espanha, Itália e França.

Sobre o autorRaquel Relvas Neto

Raquel Relvas Neto

Mais artigos
Artigos relacionados
Distribuição

Lusanova lança pacote de fim-de-ano na Madeira desde 718 euros

O pacote da Lusanova para o fim-de-ano na Madeira inclui quatro noites de alojamento e tem partidas de Lisboa e Porto, em voos TAP. Os preços começam nos 718 euros por pessoa.

Publituris

A Lusanova já tem disponível no seu website o pacote de fim-de-ano para a Madeira, proposta que conta com quatro noites de alojamento e partidas de Lisboa e Porto, cujos preços começam nos 718 euros por pessoa.

De acordo com o operador turístico, a partida de Lisboa decorre a 28 de dezembro, enquanto a saída do Porto tem lugar no dia seguinte, 29 de dezembro, em ambos os casos em voos TAP.

Para alojamento, a Lusanova disponibiliza vários hotéis no Funchal, capital madeirense, sendo o preço mais baixo, a partir de 718 euros por pessoa, para o Hotel Jardins D’Ajuda, de quatro estrelas, em APA.

Além dos voos e do alojamento, o pacote inclui também transferes à chegada e na partida, bem como taxas de aeroporto, segurança e combustível, bagagem de porão com 23kg, assistência pelos representantes locais do operador turístico e seguro de viagem.

O pacote da Lusanova para o fim-de-ano na Madeira já está disponível para consulta online, através do site https://bit.ly/3vMQeqL.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias reforça equipa comercial com contratação de Bruno Pinho

Bruno Pinho conta já com anos de experiência na área de Turismo e transita para a Solférias depois de ter trabalhado na Quadrante.

Publituris

A Solférias contratou Bruno Pinho para reforçar a sua equipa comercial, profissional que conta já com anos de experiência na área de Turismo e que transita para a Solférias depois de ter trabalhado na Quadrante.

De acordo com uma nota do operador turístico, na Solférias, Bruno Pinho vai trabalhar em conjunto com o Eduardo Falcão para a zona Norte de Portugal e com o Ivo Batista e Pedro Ferreira na zona Sul de Portugal.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Soltrópico e Abreu reforçam programação para Cabo Verde com charters no fim do ano

Operadores turísticos vão disponibilizar duas operações charter à partida de Lisboa e Porto, em novembro e dezembro, bem como com voos extra no réveillon.

Publituris

A Solférias, a Soltrópico e a Abreu anunciaram um reforço da programação para Cabo Verde no fim do ano, que vai contar com duas operações charter à partida de Lisboa e Porto, em novembro e dezembro, bem como com voos extra no réveillon.

“Dando continuidade a bem-sucedidas colaborações anteriores, a Solférias, em colaboração com os operadores Soltrópico e Abreu, volta a juntar esforços no reforço de operações em voos especiais para um dos destinos favoritos dos Portugueses – Cabo Verde – no período de final de ano”, lê-se num comunicado conjunto dos operadores turísticos.

 No caso do Porto, os voos diretos são operados pela Smartwings, entre 28 de novembro e 2 de janeiro (data do último regresso), estando disponíveis pacotes com sete noites de alojamento no destino.

Já os voos diretos desde Lisboa são operados pela SATA, entre 27 de novembro e 18 de dezembro, contando com pacotes de sete noites de alojamento, ainda que estejam também disponíveis partidas da capital portuguesa a 18 e 26 de dezembro, para oito e sete noites de alojamento, respetivamente.

Além destes voos, os operadores turísticos vão ainda disponibilizar partidas especiais de Lisboa a 27 de dezembro, cujo regresso acontece a 3 de janeiro, neste caso, em voo direto da SATA.

“A Solférias e os seus parceiros acreditam que estes novos voos vão ao encontro das necessidades sentidas pelos agentes de viagem portugueses em dar resposta à crescente procura dos viajantes nacionais para um destino tão fantástico como Cabo Verde, reforçando o seu compromisso de apresentar, atempadamente, as melhores ofertas para os melhores destinos”, acrescenta o comunicado divulgado pelos operadores turísticos.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Solférias, Sonhando e ExóticoOnline lançam quatro charters para o Funchal no réveillon

No total, os três operadores turísticos vão disponibilizar quatro voos charters para o Funchal no réveillon, dois à partida do Porto e outros dois desde Lisboa.

Publituris

Os operadores turísticos Solférias, Sonhando e ExóticoOnline vão promover quatro charters para o Funchal, na Madeira, no réveillon, dois dos quais com partida do Porto e outros dois com saída de Lisboa, de acordo com um comunicado conjunto dos operadores turísticos.

“O Funchal – um dos destinos favoritos dos viajantes portugueses ao longo de todo o ano – não poderia faltar à chamada para o Fim do Ano 2022/2023”, destacam os operadores turísticos, num comunicado conjunto enviado à imprensa.

No caso do Porto, os voos têm partida a 28 e 29 de dezembro, em aviões da Air Horizont, com os regressos a acontecerem a 1 e 2 de janeiro, respetivamente enquanto os voos desde Lisboa são operados pela SATA e também pela Air Horizont e igualmente com partida a 28 e 29 de dezembro, e regresso a 1 e 2 de janeiro, respetivamente.

“Estas operações especiais conjuntas são a confirmação não só do sucesso da operação similar do ano passado, mas também da importância da colaboração entre Operadores e Parceiros para disponibilizar atempadamente aos Agentes de Viagem e viajantes portugueses as melhores e mais competitivas propostas de viagem”, acrescenta a informação divulgada.

As estadias no Funchal têm a duração de quatro noites.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Ávoris apresenta cadeia de hotelaria Impressive Resorts & Spas a agentes de viagens portugueses

A Impressive Resorts & Spas realizou uma apresentação para agentes de viagens de Lisboa e Porto com a Jolidey e a Travelplan para dar a conhecer a oferta desta cadeia de hotelaria, que conta com unidades em Espanha e República Dominicana.

Publituris

A cadeia de hotelaria Impressive Resorts & Spas realizou uma apresentação para agentes de viagens de Lisboa e Porto em conjunto com Jolidey e Travelplan, marcas do grupo Ávoris, para dar a conhecer a oferta desta cadeia de hotelaria de luxo, que conta com unidades em Espanha e na República Dominicana.

“Com uma longa tradição hoteleira, Impressive Resorts & Spas é um grupo espanhol com presença nos principais destinos turísticos: Los Zocos Impressive nas Ilhas Canárias; Impressive Playa Granada Golf, na Costa Tropical de Granada; e Impressive Punta Cana & Impressive Premium Punta Cana, na República Dominicana”, explica o grupo Ávoris.

Na República Dominicana, a Impressive Resorts & Spas conta com duas unidades hoteleiras, ambas localizadas a 20 minutos do aeroporto de Punta Cana e na primeira linha da praia El Cortecito Bávaro, uma das melhores e mais conhecidas praias do destino.

Durante a apresentação para os agentes de viagens portugueses, Renata Gazizova, diretora Comercial para a Europa da Impressive Resorts & Spas, apresentou os hotéis da cadeia e falou também sobre o investimento feito em renovações nos últimos anos, assim como sobre as recentes contratações para a equipa de gestão da cadeia de hotelaria.

“Esta é uma aposta do grupo, como parte de uma nova estratégia para reforçar a identidade e a presença da cadeia no sector hoteleiro, com hotéis 5* em Punta Cana que oferecem a melhor relação qualidade/preço”, acrescenta o grupo Ávoris na informação divulgada.

Além de localizações privilegiadas e de um serviço luxuoso, os hotéis da cadeia oferecem também regime de tudo incluído, com destaque para uma “gastronomia requintada em restaurantes à la carte com vista para o mar”, bem como três piscinas exteriores, spa, mini-clube, instalações desportivas e espetáculos noturnos.

No hotel boutique Impressive Premium Punta Cana, os hóspedes podem ficar alojados em villas exclusivas ou em suites júnior com áreas de 50 metros quadrados, todas com terraço ou varanda, e que contam com serviços exclusivos como check-in e check-out privados no Premium Lounge, mini bar, máquina de café Nespresso com cápsulas ilimitadas, serviço de quarto e mordomo, menu de almofadas, roupões de banho e chinelos.

“As villas dispõem de uma área VIP junto à praia com espreguiçadeiras e camas balinesas, bem como um mordomo que prestará uma atenção personalizada durante toda a sua estadia”, acrescenta a informação divulgada, revelando que os hóspedes premium conta ainda com acesso exclusivo a uma piscina com um swim up bar, lounge privado, zona de praia VIP equipada com espreguiçadeiras e camas balinesas e um serviço premium com uma vasta gama de bebidas internacionais.

Disponível está ainda um Spa com vários tratamentos, assim como serviços de concierge, marcação prioritária nos restaurantes a la carte, opção de pequeno-almoço e almoço a la carte.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Operadores juntam-se para lançar novo charter de réveillon para o Brasil

Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral são os operadores turísticos que vão realizar uma operação charter de réveillon para o Brasil, com partida para Salvador da Bahia, a 26 de dezembro, e para Maceió, no dia seguinte.

Publituris

Os operadores turísticos Solférias, Exoticoonline, Sonhando e Alto Astral vão voltar a lançar uma operação charter de réveillon para o Brasil, que vai contar com partidas do Porto para Salvador da Bahia e desde Lisboa e Porto para Maceió.

De acordo com a informação divulgada esta terça-feira, 2 de agosto, a operação charter para Salvador da Bahia vai contar com partida do Porto, a 26 de dezembro, enquanto o regresso decorre a 2 de janeiro.

Já o charter para Maceió, que vai ter saída de Lisboa via Porto, tem partida marcada para 27 de dezembro, com regresso a 3 de janeiro, com a programação para este destino brasileiro a destacar o recém-inaugurado Vila Galé Alagoas.

“Esta operação tem tido um sucesso continuado desde que foi lançada em 2012”, destacam os operadores turísticos que participam nesta operação, no comunicado enviado à imprensa esta terça-feira, 3 de agosto.

No sentido inverno, os voos estão também a ser comercializados pelo operador Alto Astral, “em parceria com Lusanova e outros parceiros locais”, explica ainda a informação divulgada pelos operadores turísticos.

 

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

TUI Portugal lança campanha ‘Ainda vai a tempo’

Para promover verão de 2022, o operador turístico TUI Portugal disponibiliza ao mercado a campanha “Ainda vai a tempo”, composta por diversos destinos e para saídas até final de setembro.

Publituris

Com a campanha de comunicação digital ‘Ainda vai a tempo’, dirigida ao cliente final, o operador turístico apela à espontaneidade dos portugueses que ainda procuram um destino para as suas férias de verão.

Maurícia, Maldivas, Seychelles, Tailândia, Turquia, Egipto, Dubai e ainda os Cruzeiros Fluviais TUI, são os destinos disponíveis para reservas last minute junto da rede de parceiros TUI.

A campanha ‘Ainda vai a tempo’ terá divulgação nos canais digitais da TUI Portugal, nomeadamente website (pt.tui.com), newsletter e redes sociais, sempre sugerindo a visita à agência de viagens para mais informações e reservas.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Lusanova: Circuito Alsácia e Floresta Negra em promoção

Para a partida de 04 de setembro, o operador turístico Lusanova coloca no mercado uma promoção com um desconto de 110 euros por passageiro para o circuito Alsácia e Floresta Negra.

Publituris

Este programa, que pertence ao Catálogo Europa Seleção do operador turístico, inclui passagem aérea de acordo com o itinerário em classe económica, bagagem de porão, circuito em autocarro de turismo com guia acompanhante em língua espanhola, sete noites em regime de alojamento e pequeno-almoço, 12 refeições, transferes de chegada e saída, taxas de IVA, de aeroporto, segurança e combustível, bem como seguro de viagem

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

DS Travel é nova marca para a área das viagens e turismo

É a nova marca do Grupo Decisões e Soluções, rede de Consultoria Imobiliária, de Intermediação de Crédito e de Mediação de Seguros, dedicada ao setor das viagens e turismo.. O grupo pretende chegar a 100 agências em Portugal nos próximos anos e criar mil postos de trabalho.

Publituris

Segundo nota de imprensa do grupo, nas agências de viagens DS Travel, os clientes vão poder usufruir de um serviço personalizado e especializado na organização de viagens, para particulares e empresas, adaptado aos seus reais objetivos e exigências.

Igualmente, será prestado um apoio de intermediação de crédito, proporcionando assim a cada cliente um serviço completo e com Soluções 360° na área das viagens e turismo.

De acordo com Paulo Abrantes, diretor geral da DS Travel e do Grupo Decisões e Soluções, este novo projeto terá também como pilares fundamentais “um serviço de aconselhamento de grande importância para a população na área das viagens e turismo, adaptado às possibilidades, sonhos e objetivos de cada cliente e dar trabalho e oportunidades profissionais a centenas de pessoas a nível nacional”.

O grupo pretende abrir 100 agências DS Travel no nosso país nos próximos três anos, encontrando-se já num processo de seleção de candidatos e empreendedores que queiram criar o seu próprio negócio, e iniciar depois o seu processo de internacionalização, bem como, dar a oportunidade a mais de mil pessoas a nível nacional de fazerem parte deste projeto, integrando as várias futuras agências.

Como diretor coordenador nacional da marca, a DS Travel contará com Nuno Oliveira, que possui uma vasta experiência na área do turismo e organização de viagens.

Este responsável aponta que, “sabemos que cada cliente é único e pretendemos por isso, disponibilizar um serviço de proximidade, mais personalizado e especializado, oferecendo não só viagens tradicionais a nível nacional e internacional, como experiências turísticas mais tailor-made”.

O modelo de negócio da DS Travel será semelhante ao franchising e o direito de entrada será de cinco mil euros, usufruindo cada empreendedor de um modelo de negócio devidamente montado e estruturado, bem como de uma forte estrutura de apoio, constituída por uma coordenação nacional, coordenações regionais, formadores nas diferentes áreas, departamentos de marketing, comunicação, informático, jurídico e administrativo.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos
Distribuição

Egotravel e Turismo da Tunísia juntos em campanha promocional

O operador turístico Egotravel, em parceria com o Turismo da Tunísia, acaba de lançar, no mercado português, uma campanha de promoção daquele destino.

Publituris

Com o mote “Tunísia: a sua porta para um mundo de experiências imperdíveis”, a campanha foca a diversidade da oferta turística do destino, explorando os sentidos e espicaçando a curiosidade dos turistas nacionais.

A campanha está presente em diversas plataformas, desde as redes sociais e web com conteúdos orgânicos e patrocinados, bem como email marketing, sms marketing e plataformas de streaming.

Esta aposta, segundo nota de imprensa da Egotravel, vem na sequência do seu  posicionamento enquanto especialista do destino e da operação charter que possui até 26 de setembro, com saídas de Lisboa às segundas-feiras e do Porto aos sábados, para Djerba com programas de sete noites em tudo incluído, desde 544 euros por pessoa.

Gonçalo Palma, diretor-geral da Egotravel realça que “esta é uma oportunidade para voltar a reaproximar o destino Tunísia do viajante nacional, que sempre teve apetência por o tipo de oferta que a Tunísia disponibiliza: proximidade, sol e praia e uma diversidade de unidades hoteleiras com Tudo Incluído”.

No entanto, com esta campanha “queremos mostrar a pluralidade da oferta turística da Tunísia: a arte, a história, a gastronomia, a aventura e a cultura, entre outros”, bem como “aumentar a procura nas agências de viagens pelo destino para que regresse ao top de preferências dos portugueses no pós-pandemia”, refere ainda o responsável.

Sobre o autorPublituris

Publituris

Mais artigos

Navegue

Sobre nós

Grupo Workmedia

Mantenha-se conectado

©2021 PUBLITURIS. Todos os direitos reservados.