DHM abre duas unidades no próximo ano

Por a 13 de Dezembro de 2018 as 17:39

A Discovery Hotel Management (DHM), marca própria de gestão hoteleira do Discovery Portugal Real Estate Fund, vai abrir duas novas unidades hoteleiras no próximo ano, concretamente em Évora e em Monchique.

Num encontro com a imprensa, Francisco Moser, director-geral da marca hoteleira, indicou que em Março de 2019 vai abrir portas o projecto denominado por Perdiganito, uma herdade a 15 quilómetros de Évora, com 57 quartos e 11 hectares, que vai estar focado no segmento de famílias.

Também em Março, reabre o activo em Monchique, antigo MacDonald Monchique Resort. Com 185 quartos e com a criação de uma sala de conferências, o responsável descreve este como “o maior desafio que temos para 2019”.

Para 2021, está prevista a abertura do antigo Ocean View, em Albufeira, com 300 unidades de alojamento, e o Sesimbra Bay, em Sesimbra, com 203 apartamentos. A DHM encontra-se em diálogo com marcas internacionais para estas duas unidades.
Na ilha Terceira, a DHM tem para abrir o Terra do Mar, com 118 quartos e 60 vilas com dois e três apartamentos, unidade na qual a marca não descarta a hipótese de vir a ter um parceiro. Ainda nos Açores, mas em São Miguel, a DHM vai criar a sua primeira unidade hoteleira de raíz, nas antigas galerias Pêro Teive, que será um ‘smart hotel’ focado nas novas gerações e nas novas tecnologias, mas que ainda se encontra em fase de licenciamento.

Das actuais unidades da DHM algumas vão sofrer remodelações ao longo do próximo ano. Em Albufeira, o Alpinus, com 178 quartos, vai ser alvo de uma renovação profunda no valor de 5 milhões de euros. Ainda no Algarve, o Praia Verde Boutique Hotel vai remodelar os quartos num investimento também considerável.

Na região Centro, o Palácio da Lousã Boutique Hotel vai ser convertido num ‘bike hotel’ sem perder as características de palácio. Um spa, um restaurante mais informal e uma estratégia focada nas experiências na região vão ser a aposta para a unidade. No total, será um investimento de 1,6 milhões de euros.

O Monte Real – Hotel, Termas, Spa conta com um projecto de remodelação do Piso 0 e piso -1 que vai reforçar a aposta da unidade no segmento de reuniões e conferências, e também o spa vai ser transformado num “spa de topo”.

O Furnas Boutique Hotel vai ver os seus quartos renovados, enquanto o Azor vai apresentar novas valências como um spa e, futuramente, um kids club. O Vila Monte Farm House vai apresentar uma vila privada e, mais tarde, um spa.

Já o Douro 41 Hotel & Spa, a unidade mais recente da DHM a abrir portas, vai ver o seu projecto terminado, desde a conclusão dos mais 19 quartos, à colocação de um funicular, a criação de uma piscina interior e renovação do spa.

No geral, as unidades da marca dividem-se em três clusters: Design Collection, Hotels & Resorts e Village & Apartments. Nos Design Collection incluem-se o Praia Verde, o Vilamonte, o Furnas Boutique Hotel, AzorDouro 41 Hotel & Spa, Villa C, Santiago Cooking & Nature, o Palácio da Lousã e o futuro Perdiganito. No segmento do Hotels & Resorts estão o hotel em Monchique, Éden Resort, Alpinus, Monte Real, Montado e Vale da Ribeira. No Village & Apartments o The Quest e o Laguna.

Acresce ainda o Ramada by Wyndham Lisbon, um franchise da Wyndham gerido pela DHM e a Quinta do Vale Golf Resort, um campo de golfe que vai ter a vertente imobiliária e uma unidade hoteleira no futuro.

Resultados

Não contando com os activos que entraram em operação este ano, o director-geral da DHM diz que os resultados verificaram um crescimento de 20% face a 2017, salientando que este crescimento também se verificou nas unidades algarvias. O Ramada by Windham Lisbon e o Azor foram as unidades que mais cresceram durante 2018. Porém, o Praia Verde “tem surpreendido ano após ano e não tem sazonalidade”. Para o próximo ano, as expectativas são de atingir o mesmo crescimento de 20% em resultados da empresa.

Um comentário

  1. Eduardo de Sousa Chaves

    14 de Dezembro de 2018 at 12:54

    É muito bom vermos esse dinamismo na rede hoteleira de Portugal, particularmente da DHM.
    Desejo muito sucesso na implementação desses Projetos.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *