Liberalização de vistos pode aumentar até 18% chegadas de turistas chineses à Europa

Por a 5 de Dezembro de 2018 as 12:58

A European Travel Comission (ETC) estima que o número de turistas chineses que visitam a Europa possa crescer  18% por ano, até 2023, caso a política de vistos europeia seja liberalizada.

“Os resultados mostram que a liberalização dos vistos vai, sem dúvida, aumentar a procura de um dos mercados emissores mais lucrativos e contribuir para o PIB europeu e para o crescimento do emprego”, refere a ETC, que elaborou recentemente um relatório sobre o tema e que foi divulgado esta terça-feira, 4 de Dezembro.

O relatório da ETC  parte de uma análise que pretendeu identificar os benefícios de uma liberalização e as várias políticas de vistos existentes, casos que foram depois aplicados aos padrões de viagem da China para os 27 destinos europeus, excluindo o Reino Unido.

“A análise estima que, num cenário de liberalização total de vistos entre a China e a União Europeia (UE), as chegadas de turistas chineses tenham um crescimento médio de 7% para 18% por ano, entre 2018 e 2023”, refere a ETC, estimando que também os gastos venham a subir 12,5 mil milhões de euros por ano e o emprego 1%, sendo criados 237 mil novos postos de trabalho, o que aumentaria o PIB europeu em 1%.

“Para evitar a perda de oportunidades, especialmente de mercados emissores de longa distância como a China, é imperativo que as políticas de vistos da União Europeia sejam modernizadas e aprimoradas para facilitar as viagens à partida de mercados estratégicos”, acrescenta a ETC, na mesma informação.

“A liberalização do regime de vistos europeu para viajantes chineses é essencial para que o continente consiga maximizar os benefícios originados pelo crescimento do mercado chinês. Agora mais do que nunca, a Europa precisa de garantir mais emprego e investir na liberalização de vistos para mercados estratégicos pode garantir esse objectivo de forma eficaz”, considera Robert Andrzejczyk, vice-presidente da ETC.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *