Opinião| BREXIT – Desafios para o Turismo!

Por a 16 de Novembro de 2018 as 10:14

A saída do Reino Unido da União Europeia surpreendeu a Europa e o mundo! Mas o novo enquadramento político e económico criado pelo Brexit revelou-se simultaneamente um problema e uma oportunidade e veio lançar novos desafios a que todos os Estados membros procuraram dar resposta. Honrando os compromissos europeus, mas mantendo a lealdade com os britânicos fixada em Windsor, o Governo português respondeu criando a Estrutura de Missão Portugal IN, que procura posicionar Portugal como um bom destino para capital, empresas e cidadãos britânicos que, respeitando a decisão Brexit, queiram manter-se no espaço europeu. O aumento da incerteza geopolítica e deterioração do enquadramento económico, bem como a desvalorização da libra, decorrente do contexto Brexit, são um risco elevado para o relacionamento comercial entre o Reino Unido e Portugal. O Reino Unido é o nosso maior mercado emissor de turistas e um dos nossos principais parceiros comerciais! Por isso a resposta deve ser rápida e eficaz, criando em Portugal um clima económico favorável para negócios, pessoas e investimentos vindos do Reino Unido, mas também de outras geografias. O posicionamento de Portugal no exterior começa pelo Turismo, cujo crescimento exponencial do número de turistas – 77% em 10 anos – tem superado o de outros países europeus, como Espanha, França e Itália, com um crescimento entre 24% e 30% no mesmo período. Estes números revelam o potencial desta atividade no nosso país e demonstram uma estratégia sustentada neste setor, reconhecida internacionalmente. Gloria Guevara, Presidente da WTTC, afirmou recentemente no fórum desta organização realizado em Portugal, que “as políticas no sector do Turismo em Portugal devem ser replicadas face aos resultados muito positivos”. Mas o território é a matéria-prima do Turismo! Não devemos descurar o equilíbrio entre o crescimento da atividade e a capacidade de carga junto das centralidades turísticas mais importantes. O Turismo deve ser um fator de inclusão entre os que estão e os que passam… A Portugal IN tem trabalhado em cooperação estreita com o Turismo de Portugal para atração de investimento também nesta área. Em Julho deste ano, no âmbito das comemorações do Jubileu de diamante do Príncipe Agakan, organizamos o Real Estate & Tourism Investment Forum, dirigido à comunidade ismaelita do Reino Unido. Foi um enorme sucesso! Participaram neste fórum mais de 500 investidores com grande interesse em Portugal, designadamente na área do Turismo. Para enfrentarmos este crescendo de procura, é fundamental a atenção à nossa oferta. O número em falta de trabalhadores em Portugal é muito significativo, particularmente no Turismo, onde são necessários cerca de 40 mil trabalhadores. Iniciaremos um trabalho conjunto com Confederações e organismos responsáveis pela formação, pretendendo adequar a oferta formativa às necessidades das empresas. Criar novos mecanismos de formação, atração e retenção de talento para fazer face ao crescimento e exigência do mercado é cada vez mais um desafio, que deve ser enfrentado por públicos e privados em estreita cooperação. O repto de construir uma proposta de valor nacional para reposicionar Portugal na Europa e no Mundo passa necessariamente pelo Turismo e deve ser constante e consistente. Com ou sem Brexit!

*Por Bernardo Trindade,  Presidente da Comissão Executiva da Portugal IN
Artigo publicado na edição de 12 de Outubro do Publituris.

Deixe aqui o seu comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *